terça-feira, 31 de maio de 2011

Olhe para trás e vire uma estátua de sal

São poucas as palavras: "a mulher de Ló olhou para trás e converteu-se numa estátua de sal" (Gênesis 19.26).
Ela sabia que devia olhar para frente, se quisesse viver. Ela queria viver, mas olhou para trás.
Como a Bíblia não diz por que o fez, fica o convite à imaginação.
E esta imaginação precisa trabalhar com hipóteses.
Uma trilha: a mulher amou mais as coisas que deixaria para trás do que a si mesma e à sua família. Tudo quanto conquistara na vida, com Ló, custara muito sacrifício . Iria deixar tudo agora para as cinzas?
Outra trilha: antes de ser asfixiada, foi consumida pela culpa. Sua vida lhe correu rápido pela memória e ela se lembrou dos seus pecados. Omitira-se quando os perversos atacaram sua casa e Ló tivera que agir sozinho. Agora se corroía, embora o convite divino à liberdade indicasse que fora completamente perdoada. Ela pedira perdão. E o perdão de Deus é sempre absolutamente pleno. No entanto, ela não se sentida perdoada e alegria não lhe retornara.Outras pistas podem ser sugeridas. Fiquemos com estas duas por agora e vejamos se estamos nos aproximando de uma delas, para então dela definitivamente nos afastarmos.
Se queremos viver, não devemos olhar para trás.
 
ISRAEL BELO DE AZEVEDO
Fonte:www.prazerdapalavra.com.br

Refúgio

A pequena aldeia de Beaulieu, em Hampshire, Inglaterra, é famosa por seu mosteiro, hoje em ruínas. Ali, em 1539, respeitava-se a lei de asilo. Naquele lugar, ladrões, assassinos ou quaisquer fugitivos da justiça podiam se refugiar e salvar suas vidas. Ninguém podia prendê-los ali.
H. V. Morton diz o seguinte, a propósito dessa lei: “O delegado da polícia podia golpear os portões e os cavaleiros podiam galopar em volta de seus muros por quanto tempo quisessem, mas a raposa tinha se evadido para uma terra santa, estava salva como se nunca tivesse cometido pecado”.
A graça de Deus em Cristo Jesus provê asilo para os pecadores. Por mais grave que seja seu pecado, o homem pode voltar-se arrependido para Deus e ser perdoado. E como se nunca tivesse pecado, torna-se uma nova criatura em Cristo Jesus. Sobre ele se ergue o santo escudo do favor divino. Neste refúgio por Deus preparado, ele poderá permanecer até ser recebido na inexpugnável cidade celestial.

Fonte: Maxmode (estudos.gospelprime.com.br)

domingo, 29 de maio de 2011

SUBMISSÃO, UMA MISSÃO HONROSA

“Esposas, sede submissas ao próprio marido, 
como convém no Senhor.”
Cl 3.18

A palavra submissão provoca urticária em muita gente. Está desgastada, distorcida e em desuso. A Bíblia ensina a mulher a ser submissa ao marido como a igreja é submissa a Cristo. A rejeição à submissão é devido à falta de entendimento acerca do verdadeiro significado da palavra. Submissão não é ser inferior. A submissão não é desonra nem privação da liberdade. Somos livres quando andamos conforme os preceitos divinos e não quando os transgredimos. Somos livres para dirigir o carro quando o guiamos pelas leis e não quando as infringimos.
Quanto mais a igreja é submissa a Cristo, mais honrada se torna. A mulher não é chamada a ser submissa a um déspota, mas a um marido que a ama como Cristo ama a igreja. A mulher deve ser submissa a seu marido como ao Senhor, ou seja, por causa do Senhor e em sintonia com sua submissão a Cristo. A submissão é uma missão sob a missão do marido. O papel do marido é amar a esposa e o papel da esposa é dar suporte a seu marido para que cumpra esse plano divino.

Ore

Querido Deus, que haja respeito mútuo dentro de minha casa. Ajuda-nos a cumprir as funções estabelecidas para cada um. Que meu lar seja regado a amor, submissão e paz. Em Cristo.

Fonte: lpc.org.br

Amor, o argumento irresistível

Francis Schaeffer, considerado um dos mais destacados líderes do cristianismo do século passado, disse que o amor é a apologética final. O amor não consiste de palavras, mas de atitudes. James Hunter, autor do livro O Monge e o Executivo, diz acertadamente que não somos o que falamos, somos o que fazemos. O próprio Filho de Deus é categórico em afirmar que somos conhecidos como seus discípulos pelo amor. Destacaremos aqui alguns pontos importantes para a nossa reflexão.

1. O amor é o argumento irresistível porque é a síntese da lei de Deus. Os Dez Mandamentos tratam da nossa relação com Deus e com o próximo. Amar a Deus e ao próximo é a síntese da lei de Deus. Quem ama a Deus não busca outros deuses nem faz para si imagens de escultura para adorá-las. Quem ama a Deus não desonra seu nome, mas deleita-se em ter comunhão com ele. Quem ama ao próximo, honra pai e mãe. Quem ama o próximo respeita sua vida, sua honra, seus bens, seu nome, jamais cobiçando o que lhe pertence. O amor é o vetor que governa a vida do cristão.

2. O amor é o argumento irresistível porque é o maior de todos os mandamentos. Quando perguntaram a Jesus qual era o maior mandamento da lei de Deus, Jesus citou o shema: “Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor! Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e toda a tua força”. E prossegue dizendo: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Esse era o credo de Jesus. O amor não é apenas a síntese da lei, mas também o maior mandamento da lei. No amor se cumprem a lei e os profetas. O amor a Deus e ao próximo não podem ser separados. O apóstolo João diz que não podemos amar a Deus, a quem não vemos, se não amamos ao próximo, a quem vemos. Nosso amor a Deus é provado pelo nosso amor ao próximo enquanto o nosso amor ao próximo é inspirado pelo nosso amor a Deus.

3. O amor é o argumento irresistível porque seu propósito não é agradar a si mesmo, mas entregar-se a si mesmo. O amor em destaque não é um sentimento, mas uma atitude. Não é amor romântico, mas sacrificial. Não é amor apenas de palavras, mas de fato e de verdade. Não é amor que busca gratificação, mas amor que se sacrifica sem reservas. Porque Cristo nos amou, entregou-se por nós. De igual modo, devemos dar nossa vida pelos irmãos. O Senhor Jesus é absolutamente claro: “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros assim como eu vos amei”. Esse mandamento é novo porque Jesus não apenas nos dá uma ordem antiga, mas também, um modelo singular.

4. O amor é o argumento irresistível porque é a prova insofismável de que somos discípulos de Cristo. A evidência maior de que somos discípulos de Cristo não é nosso conhecimento nem mesmo os nossos dons, mas o amor. Jesus é categórico neste ponto: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros”. O amor é a prova dos nove, o sinal mais visível, a marca mais distintiva, a evidência mais eloquente de que somos seguidores de Jesus. Aquele que não ama nunca viu a Deus, pois Deus é amor. Aquele que não ama ainda está nas trevas. Não somos salvos pelo amor, e sim pela graça; mas evidenciamos nossa salvação pelo amor. O amor não é causa da nossa salvação, mas sua evidência irrefutável. O amor não é apenas um apêndice da vida cristã, mas sua própria essência. Não é apenas um dentre tantos argumentos que evidenciam nosso discipulado, mas o argumento final, o argumento irresistível.

Reverendo Hernandes Dias Lopes
Diretor executivo da LPC
Fonte:http://lpc.org.br/

sábado, 28 de maio de 2011

Adolescente russa se mata com medo da previsão de Harold Camping

De acordo com um jornal russo, uma adolescente de 14 anos, moradora da República Mari El, na Rússia Central, cometeu suicídio no dia 21 de maio, por acreditar nas previsões de Harold Camping.
Nastya Zachinova escreveu em seu diário que não seria arrebatada por não ser uma pessoa boa e não queria ficar na Terra sofrendo.
Na previsão do líder da Family Radio o dia 21 de maio seria o dia do arrebatamento e quem não fosse levado passaria por dias terríveis até que no dia 21 de outubro o mundo seria destruído.
“Nós não somos as pessoas justas, somente eles irão ir para o céu, e os outros ficarão aqui na Terra para passar por terríveis sofrimentos,” escreveu a jovem que ainda explicou sua decisão. “Eu não quero morrer como os outros. Por isso é que eu vou morrer agora.”
Segundo informações da Agência Estatal de Notícias, RIA Novosti, a menina se enforcou.
Na segunda-feira, Camping falou aos jornalistas sobre sua previsão errada e um repórter informou ao radialista da notícia que a mãe tinha tentado se matar e duas crianças porque ela acreditou em seus ensinamentos do dia do julgamento de 21 de maio.
Quando Camping ouviu que a mãe não teve sucesso, ele disse que ele se sentiu aliviado.
“Assassinato é terrível. é contrário a qualquer coisa que a Bíblia ensina,” disse o pastor de 89 anos. “Isso teria sido algo terrível se ela tivesse feito. A Bíblia ensina que nós temos que salvar vidas, não matar.”
Quando pressionado pelo repórter sobre se ele iria aceitar a “responsabilidade por isso,” Camping respondeu que não.
“Eu não tenho qualquer responsabilidade. Eu não posso ter responsabilidade pela vida de ninguém. Eu estou somente ensinando a Bíblia,” disparou ele de volta.

Com informações The Christian Post

sexta-feira, 27 de maio de 2011

O valor da Bíblia

Há muitos anos, existiu um homem muito rico que no dia do seu aniversário convocou a criadagem a sua sala para receberem presentes.

Colocou-os a sua frente na seguinte ordem: cocheiro, jardineiro, cozinheira, arrumadeira e o pequeno mensageiro. Em seguida dirigindo-se a eles, explicou o motivo de os haver chamado até ali e, por fim, fez-lhes uma pergunta, esperando de cada um a sua própria resposta. Essa foi a pergunta feita:

- O que prefere você receber agora: esta Bíblia ou este valor em dinheiro?

- Eu gostaria de receber a Bíblia. Respondeu pela ordem o cocheiro.
- Mas, como não aprendi a ler, o dinheiro me será bastante mais útil!


Recebeu então a nota, de valor elevado na época, e agradeceu ao patrão. Esse pediu-lhe que permanecesse em seu lugar.
Era a vez do jardineiro fazer a sua escolha e, escolhendo bem as palavras, falou:

- Minha mulher está adoentada e por esta razão tenho necessidade do dinheiro; em outra circunstância escolheria, sem dúvida, a Bíblia.

Como aconteceu com o primeiro, ele também permaneceu na sala após receber o valor das mãos do patrão. Agora, pelaordem, falaria a cozinheira, que teve tempo de elaborar bem a sua resposta:

- Eu sei ler, porém, nunca encontro tempo para sequer folhear uma revista; portanto, aceito o dinheiro para comprar um vestido novo.

- Eu já possuo uma Bíblia e não preciso de outra; assim, prefiro o dinheiro. Informou a arrumadeira, em poucas palavras.


Finalmente, chegou a vez do menino de recados. Sabendo-o bastante necessitado, o patrão adiantou-se em dizer-lhe:

- Certamente você também ira preferir dinheiro, para comprar uma nova sandália, não é isso, meu rapaz?
- Muito obrigado pela sugestão. De fato estou precisando muito de um calçado novo, mas vou preferir a Bíblia. Minha mãe me ensinou que a Palavra de Deus é mais desejável do que o ouro... Disse o pequeno mensageiro.

Ao receber o bonito volume, o menino feliz o abriu e nisso caiu aos seus pés uma moeda de ouro. Virando outras paginas, foi deparando com outros valores em notas. Vendo isso, os outros criados perceberam o seu erro e envergonhados deixaram o recinto.

A sós com o menino, disse-lhe comovido o patrão: "Que Deus o abençoe, meu filho, e também a sua mãe, que tão bem o ensinou a valorizar a Palavra de Deus."

Pense agora: "O que pode ser mais valioso do que a Palavra de Deus ?"

(Autor Desconhecido)
Fonte: frasesevangelicas.blogspot.com

NÓS PODEMOS FAZER MAIS QUE ISSO!

Um Bom dia começa dizendo... EU POSSO FAZER MAIS QUE ISSO!

A mãe parou ao lado do leito de seu filhinho de 6 anos, que estava em estado terminal de leucemia. Embora o coração dela estive pesado de tristeza e angústia, ela era muito determinada.

Como qualquer outra mãe, ela gostaria que ele crescesse e realizasse seus sonhos. Agora, isso não seria mais possível, por causa da doença. Junto dele tomou-lhe a mão e perguntou:

- Filho, você alguma vez já pensou o que gostaria de ser quando crescesse?
- Mamãe, eu sempre quis ser um bombeiro!

A mãe sorriu e disse: - Vamos ver o que podemos fazer.

Mais tarde, naquele mesmo dia, ela foi ao Corpo de Bombeiros local e contou ao Chefe dos bombeiros a situação de seu filho e perguntou se seria possível o garoto dar uma volta no carro dos bombeiros, em torno do quarteirão.

O Chefe dos bombeiros, comovido, disse: 
- NÓS PODEMOS FAZER MAIS QUE  ISSO !

Se você estiver com o seu filho pronto às sete horas da manhã, daqui a uma semana, nós o faremos um bombeiro honorário, por todo o dia. Ele poderá ir para o quartel, comer conosco e sair para atender às chamadas de incêndio.

E se você nos der as medidas dele, nós conseguiremos um uniforme completo: chapéu com o emblema de nosso batalhão, casaco amarelo igual ao que vestimos e botas também.

Uma semana depois, o bombeiro-chefe pegou o garoto, vestiu-o no uniforme de bombeiro e o escoltou do leito do hospital até o caminhão de bombeiros.

O menino ficou sentado na parte de trás do caminhão, e foi até o quartel central. Parecia-lhe estar no céu... Ocorreram três chamados naquele dia na cidade e o garoto acompanhou todos os três. Em cada chamada, ele foi em veículos diferentes: no tanque, na van dos paramédicos e até no carro especial do chefe dos bombeiros. 

Todo o amor e atenção que foram dispensados ao menino acabaram comovendo-o tão profundamente, que ele viveu três meses a mais que o previsto. Uma noite, todas as suas funções vitais começaram a cair dramaticamente e a mãe decidiu chamar ao hospital, toda a família.

Então, ela lembrou a emoção que o garoto tinha passado como um bombeiro, e pediu à enfermeira que ligasse para chefe da corporação, e perguntou se seria possível enviar um bombeiro para o hospital, naquele momento trágico, para ficar com o menino. O chefe dos bombeiros respondeu:

- NÓS PODEMOS FAZER MAIS QUE ISSO! Nós estaremos aí em cinco minutos. Mas faça-me um favor: Quando você ouvir as sirenes e ver as luzes de nossos carros, avise no sistema de som que não se trata de um incêndio. Que é apenas o corpo de bombeiros vindo visitar mais uma vez, um de seus mais distintos integrantes. E também poderia abrir a janela do quarto dele? Obrigado!

Cinco minutos depois, uma van e um caminhão com escada chegaram no hospital. Estenderam a escada até o andar onde garoto estava, e 16 bombeiros subiram. Com a permissão da mãe, eles o abraçaram, seguraram, e disseram que o amavam. Com voz fraquinha, o menino olhou para o chefe e perguntou:

- Chefe , eu sou mesmo um bombeiro?
- Sim, você é um dos melhores - disse ele.

Com estas palavras, o menino sorriu e fechou seus olhos para sempre.

E você, diante do pedido de seus pais, irmãos, filhos, parentes e amigos, o que faria?

Diga: EU POSSO FAZER MAIS QUE ISSO !

"E não nos cansemos de fazer o bem" - Gálatas 6.9.

Autor desconhecido
FONTE: www.sitedopastor.com.br 

"Essa ilustração é conhecida de muitos, mas é sempre bom lembrar sobre a atitude do servir."(Missionário Valdemir Junior)

EU QUERO SER UMA TELEVISÃO

Oração de uma criança:
- Papai do céu, eu quero ser uma televisão, por causa dos meus pais.

O Senhor precisa ver como eles tem paciência com ela, mesmo quando chegam em casa cansados do trabalho. Mas comigo, não. Vão logo dando bronca.

Os olhinhos da minha mãe até brilham quando ela está assistindo suas novelas. É lindo de ver. Eu quero que ela olhe assim pra mim também.

Quando estamos conversando e as propagandas acabam, meu pai corta a nossa conversa no meio, mas nunca, nunca mesmo, ele pára de ver seu futebol para conversar comigo.

Eles nunca tem tempo pra brincar ou passear comigo, mas gastam horas vendo televisão.

Por favor, Papai do céu, me transforme numa televisão. Daí todo mundo vai ficar feliz aqui em casa.
Muito obrigado. Amém!


Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo.
I Timóteo 5.8
 
Fonte: Livro: Conta mais uma!
Editora Mensagem Para Todos. 

Fonte: www.sitedopastor.com.br

Filantropia

Zélia Walters conta a história de um homem desempregado, por nome Donley, que se viu forçado a mendigar. Certa noite, uma bondosa senhora lhe deu um dólar, dizendo:
- Aí está, compre alimento; e não se desanime ainda quão difíceis as coisas pareçam. Há para o senhor, algures, um trabalho. Espero que o encontre em breve.
- Obrigado, a senhora me deu um novo impulso e um novo coração. Jamais esquecerei sua bondade.

Aquelas palavras o fizeram sentir-se como um homem, não um fracassado.
- O senhor estará se nutrindo do pão de Cristo; passe-o adiante – disse ela.
Donley gastou meio dólar num restaurante barato, e resolveu guardar o outro para o dia seguinte. Mas ao pensar no “pão de Cristo”, não podia reservar o dinheiro só para si; e assim o repartiu com um velho camarada que estava com fome. Durante a refeição, Donley observou que o velho estava embrulhando um pedaço do pão num guardanapo de papel.
- Guardando alguma coisa para amanhã, hein?
- Oh, não! E que há um menino lá em baixo, na rua, que tem passado maus bocados, e eu o vi chorando com fome. Quero dar-lhe o pão.
Um terceiro faminto partilharia o pão de Cristo. Ambos levaram o alimento para o menino faminto, que começou a comê-lo avidamente. Logo o garoto parou de comer e chamou um cão perdido e assustado:
- Vem cá, amigo, vou te dar a metade.
A seguir, tomou a atitude de um novo rapaz. Pôs-se de pé, e começou a vender seus jornais com renovado vigor.
Após uma palavra de animação ao velho, Donley voltou-se e viu o cão perdido a farejar-lhe a perna. Acariciou-o e encontrou em torno de seu pescoço uma coleira em que se achava o nome do dono. Ao ir entregar o cão a esse dono, foram-lhe dados em recompensa dez dólares. Donley olhou para a nota, meio aturdido.
- Não desejava receber isto. Queria simplesmente devolver o cão a seu dono.
- Leve-a. O que o senhor fez vale mais do que isto para mim; e, ao que parece, o senhor precisa de um emprego, não é? Venha amanhã ao meu escritório.
Uma pessoa nunca perde ao repartir seu pão com um faminto.

“Bem-aventurados os misericordiosos.”

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Dilma Rousseff manda suspender kit anti-homofobia, diz ministro

Após protestos das bancadas religiosas no Congressso, a presidente Dilma Rousseff determinou nesta quarta-feira (25) a suspensão do "kit anti-homofobia", que estava sendo elaborado pelo Ministério da Educação para distribuição nas escolas, informou o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.
"O governo entendeu que seria prudente não editar esse material que está sendo preparado no MEC. A presidente decidiu, portanto, a suspensão desse material, assim como de um vídeo que foi produzido por uma ONG - não foi produzido pelo MEC - a partir de uma emenda parlamentar enviada ao MEC", disse o ministro, após reunião com as bancadas evangélica, católica e da família.
Segundo ele, a presidente decidiu ainda que todo material que versar sobre "costumes" terá de passar pelo crivo da coordenação-geral da Presidência e por um amplo debate com a sociedade civil. "O governo se comprometeu daqui para frente que todo material que versará sobre costumes será feito a partir de consultas mais amplas à sociedade", afirmou.
Segundo o ministro, a determinação do governo não é um "recuo" na política de educacional contrária à homofobia
"Não se trata de recuo. Se trata de um processo de consulta que o governo passará a fazer, como faz em outros temas também, porque isso é parte vigente da democracia", disse.
De acordo com Carvalho, Dilma vai se reunir nesta semana com os ministros da Educação, Fernando Haddad, e da Saúde, Alexandre Padilha, para tratar do material didático.
"A presidenta vai fazer um diálogo com os ministros para que a gente tome todos os devidos cuidados. Em qualquer área do governo estamos demandando que qualquer material editado passe por um crivo de debate e de discussão e da coordenação da Presidência."
Retaliação suspensa
Diante da decisão de Dilma, o ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PR-RJ), que participou da reunião com Carvalho, afirmou que estão suspensas as medidas anunciadas pelas bancadas religiosas em protesto contra o "kit anti-homofobia".
Em reunião, os parlamentares haviam decidido colaborar com a convocação do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, para que ele explique sua evolução patrimonial.
O ministro Gilberto Carvalho negou ter pedido que os parlamentares desistissem de trabalhar pela convocação de Palocci diante da decisão da presidente sobre o "kit anti-homofobia".
"Isso é uma posição deles. Nós falamos para eles que, em função desse diálogo, que eles tomassem as atitudes que eles achassem consequentes com esse diálogo. Eles é que decidiram suspender aquelas histórias que eles estavam falando. Não tem toma lá da cá, não", afirmou.
Os deputados também ameaçaram obstruir a pauta da Câmara e abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a contratação pelo MEC da ONG que elaborou a cartilha.
“Ele [Gilberto Carvalho] disse que tem a palavra da presidente da República de que nada do que está no material é de consentimento dela. E nós suspendemos a obstrução e todas as nossas medidas”, afirmou Garotinho.
Conteúdo 'virulento'
Para o líder do PR na Câmara, deputado Lincoln Portela (MG) o conteúdo do material didático é “virulento”.
“A preocupação das pessoas que estão envolvidas nesse cenário é a didática do material colocado. Achamos que a didática é muito agressiva. Temos que tomar cuidado para que a dosagem do remédio não seja mais forte do que aquilo que o paciente quer e necessita”, afirmou.
O kit que estava sendo analisado pelo MEC faz parte do programa Escola Sem Homofobia, do Governo Federal, e contém material didático-pedagógico direcionado aos professores. O objetivo era dar subsídios para que eles abordem temas relacionados à homossexualidade com alunos do ensino médio.

Nathalia Passarinho Do G1, em Brasília
FONTE:g1.globo.com
 

Auto Engano

Amós 6.1-7
Amado, não imite o que é mau, mas sim o que é bom. Aquele que faz o bem é de Deus; aquele que faz o mal não viu a Deus (3 Jo 1.11).

O pior engano é o autoengano, o costume de dar prioridade ao menos importante deixando de valorizar aquilo que é essencial para a vida. Amós adverte o povo que vivia despreocupadamente, seguro em seu conforto, confiante em suas próprias forças. Amós diz que eles estavam enganados quando achavam que estava tudo bem. No lugar de estarem se afastando do dia mau estavam atraindo o pior terror.

Existem várias formas de cometermos o autoengano. Fazemos isso quando comemos comidas mais saborosas do que saudáveis, cuidamos mais da aparência externa do que do nosso coração, quando gastamos de forma egoísta deixando de ajudar o próximo.  
Cometemos o autoengano quando somos atraídos pela vontade humana, deixando de lado a vontade de Deus. Jesus afirmou que não devemos trabalhar pela comida que estraga, mas pela comida que permanece para a vida eterna.
Ouvimos histórias de pessoas que foram enganadas por desconhecidos, por amigos e até familiares. Mas o pior mesmo é ser enganado por si memo. Infelizmente, muitos passam toda a vida no autoengano. E, felizmente, muitos, mesmo depois de algum tempo, conseguem enxergar a verdade. Como na fábula do Cervo e do Leão que diz: Bebia um Cervo em um riacho quando viu seu reflexo na água. Observou suas pernas finas e achou-as muito feias, enquanto que considerou a galhada de seus chifres muito bonita e formosa. Quando saía dali, surgiu um Leão que começou a persegui-lo. Com os pés, que havia desprezado, ganhava velocidade e com isso distância de seu perseguidor. Com os chifres, entretanto, se enroscava nos ramos das árvores, o que diminuía sua vantagem.   Enquanto corria, pensava: - Como fui bobo, desprezando o que me é mais importante e elogiando o que pra mim tem menos valor.
A mudança começa com a confissão do que está errado e a decisão de buscar o que é correto.

Não tenha medo de mudar, tenha medo de viver a se enganar.

Rev. Hebert dos Santos Gonçalves
Fonte: revhebertpd.blogspot.com

Tempo Técnico


       Vários esportes têm em suas regras a possibilidade de se solicitar um tempo técnico. Na Espanha, este tempo é chamado de Tempo-Morto. Neste momento crucial, se aproveita para escutar o treinador, descansar, recuperar forças ou simplesmente esfriar um pouco o adversário em meio a uma boa jogada.
Um bom treinador sabe encontrar o momento apropriado para solicitar um tempo técnico; sabe compartilhar sua visão do jogo e expressar tudo aquilo que quer que os jogadores saibam.
Nós precisamos comer todos os dias. Reservamos um tempo para isto e recuperamos forças de uma maneira prazerosa. Normalmente, não importa se estamos muito ocupados ou não, sempre encontramos um tempo
técnico para nos alimentarmos. Nossa vida espiritual não deve ser diferente: se não separarmos tempo cada dia para nossa relação pessoal com Deus, vamos enfraquecer. Sob circunstâncias normais, em qualquer momento ou onde estivermos, necessitamos de uma parada. Não só para descansar e meditar sobre o que
está acontecendo, mas acima de tudo, para orar, ler a Bíblia e ouvir Deus. Às vezes, nos perguntamos por que reagimos inadequadamente em situações difíceis. Esquecemos o mais importante: Será que separamos um tempo técnico para ouvir o nosso treinador? Quais são suas prioridades? Você encontra tempo para tudo, e só um tempinho para Deus? Permita-me dizer-lhe que esta não é uma boa tática.
Se Deus está no final da sua lista, você terá problemas em sua vida espiritual. O tempo mais importante de cada dia é o que dedicamos a estar a sós com Deus, não se esqueça. Sabe o que poderá acontecer se você negligenciar o seu tempo com o Senhor? Bem, você não poderá compartilhar o que não recebeu. Você não
poderá ajudar aos outros, pois você não recebeu ajuda do alto, nem poderá consolar, encorajar, fortalecer, ensinar ou evangelizar, pois é muito difícil tirarágua de uma fonte vazia. E se não bebemos diariamente da fonte de Deus, nos tornamos vasos vazios.

Escrito por Jaime Fernandez Garrido 
FONTE: ministeriosrbc.org

terça-feira, 24 de maio de 2011

COMUNICAÇÃO: VIDA OU MORTE

 
“No muito falar não falta transgressão, 
mas o que modera os lábios é prudente.”
Pv 10.19

A comunicação produz a vida ou a morte dos relacionamentos. A Bíblia diz que a morte e a vida estão no poder da língua; quem bem a utiliza comerá dos seus frutos. Podemos dar vida ou matar os relacionamentos, dependendo da maneira como nos comunicamos. Nossa língua deve ser medicina que cura e não veneno que mata. Deve ser bálsamo que restaura e não fogo que destrói. A Bíblia diz que as nossas palavras precisam ter temperadas com sal. Devemos falar a verdade em amor. Da nossa boca não deve sair palavra torpe, mas unicamente para a edificação, conforme a necessidade, transmitindo, assim, graça aos que ouvem.

Devemos ser pródigos nos elogios e cautelosos nas críticas. Devemos ser prontos para ouvir e tardios para falar. Quem muito fala, muito erra. Quem fala sem refletir acaba sendo açoitado pela sua própria língua. A comunicação é vital para construirmos relacionamentos saudáveis no casamento e na família. Vivemos no século da comunicação virtual, mas assistimos à decadência da comunicação real.

Ore

Senhor, Jesus afirmou que a boca fala do que está cheio o coração. Purifica, pois, o meu coração para que de meus lábios procedam bênção e bálsamo. Em nome de Jesus. Amém.

FONTE: www.lpc.org.br/cada-dia

CUIDADO COM A MÁGOA!

“Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira...” 
Ef 4.26

A mágoa é a ira congelada. Há pessoas que não explodem diante das tensões da vida e dos conflitos de relacionamentos, mas armazenam os ressentimentos no porão da memória. Não jogam estilhaços nos outros, mas acomodam essas farpas no coração. Com o tempo vai nascendo dentro do coração uma raiz de amargura e esses sentimentos azedam a alma, perturbando quem nutre a mágoa, e acaba contaminando quem está à volta. A mágoa é ausência de perdão. A mágoa adoece física, emocional e espiritualmente, pois quem não perdoa não tem paz.

A mágoa escraviza. Quem guarda mágoa torna-se escravo do desafeto. Quem não perdoa vive no cárcere do ressentimento. É como beber um copo de veneno, pensando que o outro é quem vai morrer. Ferimo-nos quando nutrimos mágoa no coração. A única porta de escape é liberar o perdão. É espremer todo o pus da ferida. É arrancar essas farpas envenenadas do coração. O perdão cura, liberta e restaura. O perdão é maior do que a mágoa. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente.

Ore

Deus de infinita bondade, há sentimentos dentro de mim que estão aos poucos matando minhas emoções e roubando minha alegria. Preciso urgentemente liberar perdão. Em nome de Jesus.

FONTE: www.lpc.org.br/cada-dia

Veja as previsões de fim do mundo que já fracassaram

Harold Camping falhou mais uma vez ao prever o dia do fim do mundo, mas ele não foi o único a profetizar uma data para este acontecimento. Nos últimos séculos outros “estudiosos” previram o fim e também falharam.
A revista americana “Times” noticiou que uma das profecias mais conhecidas sobre o apocalipse que também fracassou foi a de William Miller. Em 1840, ele começou a dizer que o mundo ia acabar e Cristo voltaria, prevendo um grande incêndio entre 21 de março de 1843 e 21 de março de 1844. Mesmo mudando a data para outubro, o fim nunca chegou. Os seguidores de Miller formaram a Igreja Adventista do Sétimo Dia.
Anos mais tarde outro profeta se levantou dando uma nova data para a destruição da Terra, Joseph Smith, fundador da religião mórmon, nos Estados Unidos, afirmou a líderes da igreja em 1835 que Deus havia dito a ele que Jesus retornaria em 56 anos, o que não ocorreu.
Em 1910 a passagem do Cometa Halley também deixou o mundo em pânico, mas dessa vez a ideia do fim não veio de um religioso e sim de cientistas que diziam que a cauda do cometa tinha um gás mortal e que ele passaria muito próximo da Terra. Os ânimos só se acalmaram quando outros estudiosos se levantaram pra dizer que a passagem do Halley não afetaria em nada a vida terrestre.
Contrariando o que diz em Mateus 24:36 que afirma que ninguém, nem o Filho, sabe quando o fim chegará, o fundador da Coalizão Cristã, Pat Robertson, se levantou em 1980 para anunciar o fim. Suas palavras asseguravam que o dia do julgamento seria em 1982. Mais uma previsão falsa.
Dez anos depois surge Harold Camping com a sua primeira previsão, seus estudos iniciais apontavam que o arrebatamento aconteceria em 6 de setembro de 1994 de acordo com os mesmos cálculos que o fez sugerir uma nova data, 21 de maio de 2011, sendo assim o único “profeta do apocalipse” que falhou duas vezes.
Outra importante profecia que datava o fim da humanidade foi a de Nostradamos, seus escritos de mais de 400 anos, afirmavam que “no ano 1999, sétimo mês / Do céu virá o grande rei do terror”.
Muitos ficaram preocupados com a virada do milênio, ainda mais quando foi noticiado que muitos computadores não conseguiriam ver a diferença entre o ano 2000 e o ano de 1900. Assustados com as possibilidades do que poderia acontecer por conta do bug do milênio, muitas pessoas se suicidaram na virada do ano 1999/2000.
No século XXI já surgiram muitas outras previsões que fracassaram, mas a mais falada é a que prevê o fim da humanidade para dezembro de 2012, baseada no calendário Maia. Recentemente um antropólogo apresentou a pedra com a escrita Maia e desmentiu a história que deu origem ao filme “2012”.


Biografia de Louis Pasteur

Louis Pasteur (Dole, 27 de dezembro de 1822Marnes-la-Coquette, 28 de setembro de 1895) foi um cientista francês. Suas descobertas tiveram enorme importância na história da química e da medicina.
É lembrado por suas notáveis descobertas das causas e prevenções de doenças. Entre seus feitos mais notáveis pode-se citar a redução da mortalidade por febre puerperal, e a criação da primeira vacina contra a raiva. Seus experimentos deram fundamento para a teoria microbiológica da doença. Foi mais conhecido do público em geral por inventar um método para impedir que leite e vinho causem doenças, um processo que veio a ser chamado pasteurização. Ele é considerado um dos três principais fundadores da microbiologia, juntamente com Ferdinand Cohn e Robert Koch. Pasteur também fez muitas descobertas no campo da química, principalmente a base molecular para a assimetria de certos cristais. Seu corpo está enterrado sob o Instituto Pasteur em Paris, em um mausoléu decorado por mosaicos em estilo bizantino que lembram suas realizações.
Louis Pasteur nasceu em Dole no dia 27 de Dezembro de 1822. Seu pai foi sargento da Armada Napoleônica. Pasteur não foi um aluno especialmente aplicado ou brilhante na escola e nem mesmo na universidade. Quando era jovem, tinha um gosto especial pela pintura e fez diversos retratos de sua família. Aos dezenove anos abandonou a pintura para se dedicar à carreira científica, que perdurou por toda a sua vida. Em 1847 ele completou seus estudos de doutorados na escola de física e química em Paris.
Iniciou seus estudos no Colégio Royal em Besançon, transferindo-se para a Escola Normal Superior em 1843 de Paris estudando química, física e cristalografia. Foi na cristalogia que Pasteur fez suas primeiras descobertas. Descobriu em 1848 o dimorfismo do ácido tartárico, ao observar no microscópio que o ácido racêmico apresentava dois tipos de cristais, com simetria especular. Foi portanto o descobridor das formas dextrógiras e levógiras, comprovando que desviavam o plano de polarização da luz no mesmo ângulo porém em sentido contrário. Esta descoberta valeu ao jovem químico, com apenas 26 anos de idade, a concessão da "Légion d'Honneur" Francesa.
Após licenciar-se e assistir às aulas do grande químico francês Jean-Baptiste Dumas, começou a se interessar pela química.
Exerceu o cargo de professor de química em Dijon e depois em Estrasburgo. Casou-se com Marienne Laurente, filha do reitor da Academia. Em 1854 foi nomeado decano da Faculdade de Ciências na Universidade de Lille.
A pedido dos vinicultores e cervejeiros da região, começou a investigar a razão pela qual azedavam os vinhos e a cerveja. De novo, utilizando o microscópio, conseguiu identificar a bactéria responsável pelo processo. Propôs eliminar o problema aquecendo a bebida lentamente até alcançar 48° C, matando, deste modo, as bactérias, e encerrando o líquido posteriormente em cubas hermeticamente seladas para evitar uma nova contaminação. Este processo originou a atual técnica de pasteurização dos alimentos. Demonstrou, desta forma, que todo processo de fermentação e decomposição orgânica ocorre devido à ação de organismos vivos.
Na Inglaterra, em 1865, o cirurgião Joseph Lister aplicou os conhecimentos de Pasteur para eliminar os micro-organismos vivos em feridas e incisões cirúrgicas. Em 1871, o próprio Pasteur obrigou os médicos dos hospitais militares a ferver o instrumental e as bandagens que seriam utilizados nos procedimentos médicos.
Expôs a "teoria germinal das enfermidades infecciosas", segundo a qual toda enfermidade infecciosa tem sua causa (etiologia) num micróbio com capacidade de propagar-se entre as pessoas. Deve-se buscar o micróbio responsável por cada enfermidade para se determinar um modo de combatê-lo.
Pasteur passou a investigar os microscópicos agentes patogênicos, terminando por descobrir vacinas, em especial a anti-rábica. Fundou em 1888 o Instituto Pasteur, um dos mais famosos centros de pesquisa da atualidade.
Pasteur foi quem derrubou definitivamente a ideia da abiogênese, com a utilização de uma vidraria chamada pescoço de cisne. Pasteur colocou um caldo nutritivo em um balão de vidro, de pescoço curvo. Ferveu o caldo existente no balão, o suficiente para matar todos os possíveis microrganismos que poderiam existir nele. Cessado o aquecimento, vapores da água proveniente do caldo condensaram-se no pescoço do balão e se depositaram, sob forma líquida, na sua curvatura inferior.
Como os frascos ficavam abertos, não se podia falar da impossibilidade da entrada do "princípio ativo" do ar. Com a curvatura do gargalo, os micro-organismos do ar ficavam retidos na superfície interna úmida e não alcançavam o caldo nutritivo. Quando Pasteur quebrou o pescoço do balão, permitindo o contato do caldo existente dentro dele com o ar, constatou que o caldo contaminou-se com os microrganismos provenientes do ar. Morreu em Villeneuve-L'Etang no dia 28 de Setembro de 1895.

Fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Louis_Pasteur

"Após uma ilustração sobre Louis Pasteur, gostaria de complementar com sua biografia e contribuição para humanidade." (Missionário Valdemir Junior)

Quem foi Pasteur?

Não muito afastado do túmulo de Napoleão, e em tremendo contraste, está o túmulo de Pasteur. Que fez Pasteur pela humanidade? Não é muito fácil enumerar tudo, pois não houve fanfarras acompanhando seus atos.
Seu uniforme era apenas um avental manchado pelos ácidos. No entanto, fez ele incalculáveis contribuições à medicina, como os anti-sépticos na cirurgia. Fartamente conhecida é a sua contribuição no campo dos soros e vacinas. Cada pessoa vacinada contra alguma doença constitui-se em glorioso troféu de suas pacíficas vitórias.
Quando falamos de “leite pasteurizado” nem sempre estamos conscientes da obra de Pasteur, embora de certo modo o estejamos homenageando. Nos seus trabalhos, mais de uma vez pôs em risco a própria vida, e às observações feitas por amigos a respeito disso, respondia: “Que importância tem? A vida real é a que vivemos no meio dos perigos, a vida de sacrifício, de exemplo, de frutificação”.
Pouco antes de expirar, falou a um grupo de estudantes: “Moços… vivei até que chegue o dia em que possais gozar a imensa felicidade de verificar que contribuístes, de algum modo, para o progresso e o bem da humanidade”.

Fonte: Maxmode e estudos.gospelprime.com.br

Um velho e a Bíblia

“Achadas as tuas palavras, logo as comi, as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração, pois pelo teu nome sou chamado, ó Senhor, Deus dos Exércitos” (Jr 15.16).

Um converso da fé muçulmana, velho e cego, habitante das ilhas Andamã, pouco sabia acerca da Bíblia. Quando um obreiro indiano o visitou, encontrou o velhinho muito perturbado. “Que será de mim quando eu morrer?”, perguntou com ansiedade. O obreiro abriu a Bíblia e leu muitas promessas confortadoras, rematando com a promessa da ressurreição.
O rosto do velho iluminou-se de esperança. “Oh, eu quero ter parte na primeira ressurreição!”, exclamou radiante.
Depois da oração, quando o obreiro deixou a sós o velho amigo, seus amortecidos olhos nadavam em lágrimas, mas o rosto brilhava com alegria.
“Achadas as tuas palavras, logo as comi”, escreveu o profeta, “e as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração”.
As benditas palavras da Escritura trazem gozo e alegria. Estão repletas das promessas de um Deus onisciente, para Seus filhos. Encerram uma bendita esperança que firma a alma dos homens quando se lhes aproxima a hora da morte.
Há muitas “bíblias” de diferentes religiões: o Corão maometano, o Cânon das Sagradas Escrituras budista, o Zend-Avesta zoroastrista e o Veda hindu. Eles começam com alguns vislumbres da verdadeira luz, mas no fim contêm trevas. Até mesmo um observador casual descobre logo que a Bíblia é radicalmente diferente. E o único Livro que oferece ao homem redenção e indica o caminho para a solução de seus problemas.
Oração: Senhor Jesus, na leitura da tua Palavra, a verdade penetra e ilumina o mundo das trevas.

Fonte:estudos.gospelprime.com.br

Após falha, Harold Camping diz que fim do mundo será em outubro

O pregador apocalíptico Harold Camping disse que 21 de outubro é a data real da destruição de todo o mundo.
Desacreditado pregador apocalíptico Harold Camping respondeu sobre a sua previsão errada de Arrebatamento e Fim do Mundo, nesta segunda-feira, dizendo que o julgamento veio espiritualmente em 21 de maio e que 21 de outubro é a data real da destruição de todo o mundo.
Embora ele tenha errado, Camping insistiu em sua declaração pública de que suas previsões têm sido certas o tempo todo, só que a sua interpretação foi mais literal, quando deveria ter sido espiritual. Ele falava segunda-feira da sede do Family Radio, em Oakland, Califórnia, em um "Fórum Aberto," que foi transmitida ao vivo pela rádio.
“Em 21 de maio, este fim de semana passado, aí é onde o aspecto espiritual disso realmente vem passando. Novamente Deus trouxe julgamento sobre o mundo. Não vejo nenhuma diferença, mas Deus trouxe o Dia do Julgamento de se incidir por todo o mundo. Todo mundo está sob o Dia do Julgamento e vai continuar mesmo até 21 de outubro de 2011 e nesse tempo, todo o mundo será destruído,” disse o presidente da Rádio da Família.
Durante seu discurso de segunda-feira, Camping, 89 anos, defendeu fortemente a exatidão de todas as suas previsões anteriores do Dia do Julgamento.
Ele detalhou cada uma de suas previsões, dizendo que elas foram todas cumpridas: 21 de maio de 1988, veio o juízo sobre as Igrejas; 07 de setembro de 1994, o julgamento prosseguiu nas Igrejas e, depois, em 21 de maio de 2011, veio o juízo sobre o mundo inteiro .
"Nós não estamos alterando as datas, no final das contas. Estamos apenas olhando para elas um pouco mais espiritualmente, mas não vai ser espiritual em 21 de outubro, porque a Bíblia ensina que o mundo será destruído totalmente. Mas vai ser muito rápido," disse Camping.

Fonte: The Christian Post com www.gospeljovens.com.br

Empresas usam nome da religiosa baiana “Irmã Dulce” em produtos

A associação Obras Sociais Irmã Dulce quer que entidades e empresas deixem de usar o nome da religiosa em suas marcas.
A associação Osid (Obras Sociais Irmã Dulce), que administra a obra social e a imagem da freira, notificou 15 entidades e empresas para que deixem de usar o nome “Irmã Dulce” em suas marcas.
Entre os notificados estão hospitais, escolas, gráficas e até um centro espírita.
A Osid também briga na Justiça contra uma rede de farmácias do Rio Grande do Norte, que, desde 1992, utiliza comercialmente o nome da freira baiana.
Segundo a advogada que representa a instituição, Monica Palma, a Osid autoriza o uso da marca apenas por empresas que não têm fins lucrativos e que não atuam nas mesmas áreas da associação –saúde e educação.

Fonte: Folha Online / Folha Gospel

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Ministérios relatam crescimento da Igreja japonesa após tragédias

Três meses após a tragédia que acometeu o Japão, ministérios relatam o crescimento das igrejas e planejam abrir novos templos para expandir o evangelho que, até antes do terremoto, estava em declínio.
Joe Handley é presidente da Asian Access, um ministério que apoia a igreja local no Japão, diz que Deus está fazendo Sua obra através da igreja pós-terremoto. De acordo com Handley as igrejas japonesas de todo o país estão trabalhando ativamente nos grupos de ajuda em Fukushima.
“Igrejas japonesas de todo o país – Okinawa, Tóquio, Hiroshima. É simplesmente inacreditável a quantidade de amor das igrejas japonesas, como elas têm se mobilizado para alcançar e ajudar neste momento,” disse.
Devido ao interesse das pessoas pelo evangelho as igrejas planejam abrir novas congregações, especialmente em áreas onde há não há templos. “Uma dessas áreas, Iwata, é uma das regiões com menos igreja de todo o país do Japão, e ainda os pastores têm um coração de verdade para alcançá-los neste momento de necessidade.”
Handley diz que uma denominação quer implantar 50 novas igrejas nesta área, enquanto outro grupo quer implantar igrejas nas aldeias à beira-mar que nunca tiveram um templo.
“Esta é realmente uma nova época para a igreja. Novas redes estão se formando. Deus está nos chamando para um novo momento com estas igrejas”, diz Handley.

Com informações CPAD News

Amor, o argumento irresistível

Francis Schaeffer, considerado um dos mais destacados líderes do cristianismo do século passado, disse que o amor é a apologética final. O amor não consiste de palavras, mas de atitudes. James Hunter, autor do livro O Monge e o Executivo, diz acertadamente que não somos o que falamos, somos o que fazemos. O próprio Filho de Deus é categórico em afirmar que somos conhecidos como seus discípulos pelo amor. Destacaremos aqui alguns pontos importantes para a nossa reflexão.

1. O amor é o argumento irresistível porque é a síntese da lei de Deus. Os Dez Mandamentos tratam da nossa relação com Deus e com o próximo. Amar a Deus e ao próximo é a síntese da lei de Deus. Quem ama a Deus não busca outros deuses nem faz para si imagens de escultura para adorá-las. Quem ama a Deus não desonra seu nome, mas deleita-se em ter comunhão com ele. Quem ama ao próximo, honra pai e mãe. Quem ama o próximo respeita sua vida, sua honra, seus bens, seu nome, jamais cobiçando o que lhe pertence. O amor é o vetor que governa a vida do cristão.

2. O amor é o argumento irresistível porque é o maior de todos os mandamentos. Quando perguntaram a Jesus qual era o maior mandamento da lei de Deus, Jesus citou o shema: “Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor! Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e toda a tua força”. E prossegue dizendo: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Esse era o credo de Jesus. O amor não é apenas a síntese da lei, mas também o maior mandamento da lei. No amor se cumprem a lei e os profetas. O amor a Deus e ao próximo não podem ser separados. O apóstolo João diz que não podemos amar a Deus a quem não vemos, se não amamos ao próximo a quem vemos. Nosso amor a Deus é provado pelo nosso amor ao próximo enquanto o nosso amor ao próximo é inspirado pelo nosso amor a Deus.

3. O amor é o argumento irresistível porque seu propósito não é agradar a si mesmo, mas entregar-se a si mesmo. O amor em destaque não é um sentimento, mas uma atitude. Não é amor romântico, mas sacrificial. Não é amor apenas de palavras, mas de fato e de verdade. Não é amor que busca gratificação, mas amor que se sacrifica sem reservas. Porque Cristo nos amou, entregou-se por nós. De igual modo, devemos dar nossa vida pelos irmãos. O Senhor Jesus é absolutamente claro: “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros: assim como eu vos amei”. Esse mandamento é novo porque Jesus não apenas nos dá uma ordem antiga, mas também, um modelo singular.

4. O amor é o argumento irresistível porque é a prova insofismável de que somos discípulos de Cristo. A evidência maior de que somos discípulos de Cristo não é nosso conhecimento nem mesmo os nossos dons, mas o amor. Jesus é categórico neste ponto: “Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros”. O amor é a prova dos nove, o sinal mais visível, a marca mais distintiva, a evidência mais eloquente de que somos seguidores de Jesus. Aquele que não ama nunca viu a Deus, pois Deus é amor. Aquele que não ama ainda está nas trevas. Não somos salvos pelo amor, e sim pela graça; mas evidenciamos nossa salvação pelo amor. O amor não é causa da nossa salvação, mas sua evidência irrefutável. O amor não é apenas um apêndice da vida cristã, mas sua própria essência. Não é apenas um dentre tantos argumentos que evidenciam nosso discipulado, mas o argumento final, o argumento irresistível.

FONTE: hernandesdiaslopes.com.br

domingo, 22 de maio de 2011

Fim do mundo de Harold Camping: seguidores esperam explicação depois de largarem tudo

Seguidores esperam explicação pela previsão falha do Fim do Mundo de 21 de Maio de Harold Camping.

Chegou o dia 21 de Maio e também se foi o fim do mundonão aconteceu. Agora muitos estão desejando que Harold deve dar uma explicação.

De fato, o pregador está buscando discrição saindo do foco de sua previsão falha. A website da Family Radio não está sendo atualizada, e ainda proclama o dia do Julgamento Final em 21 de Maio, de acordo com o jornal americano Daily News.

Camping espalhou anúncios por diversas partes do mundo levando até outras pessoas largarem seus empregos e casas para alertar aspessoas sobre a sua previsão do arrebatamento.

Depcionado, um trabalhador da MTA disse, “Eu não entendo,” depois que constatou que o arrebatamento não aconteceu. “Eu não entendo por que nada aconteceu,” disse Robert Fitzpatrick, de 60 anos de idade.

Outros também ficaram apenas na esperança dizendo queo céu seria um lugar melhor para se viver.

“Eu estava esperando por isso porque eu acho que o céu seria um lugar melhor do que essa terra,” disse Keith Bauer que dirigiu desde Maryland para Califórnia para esperar pelo arrebatamento na sede da Family Radio.

Tantos os adeptos quanto os críticos esperam que Camping explique sobre sua errônea previsão, como ele fez em 1994.

“Eu espero realmente que ele tenha uma explicação,” disse Steve Wohlberg, um ministro de Idaho que na semana passada contestou abertamente a previsão de Camping de 21 de maio.

Wohlberg e muitos teólogos cristãos acreditam que ofim do mundo se aproxima, entretanto argumentam que não se sabe a data do fim dos dias.

Ainda com relação a se estudar a Bíblia tentando encontrar uma fórmula para se calcular a data do arrebatamento, um professor do Seminário Fuller Clay Schmit disse, “Há certas coisas sobre a fé que estão realmente escondidas por trás do véu,” disse professor de pregação da Fuller.

Desta maneira, aqueles que usam a Bíblia para formular teorias, equações que não são claramente encontrados no texto, estão indo além dos propósitos das escrituras.

Fonte: The Christian Post (Folha Gospel)

Homem passa 206 mil trotes para a polícia em dois anos em Aracaju

Na Região Metropolitana do Rio, 14% das ligações para a polícia são trotes. Em Belém, o número chega a 32%. Na Região Metropolitana de Vitória, esses trotes representam 40% das chamadas para o 190.


O Fantástico mostra gravações inéditas de conversas que prejudicam o trabalho da polícia. Você sabia que passar trote para o 190 pode dar cadeia? Veja histórias que começaram como brincadeiras e acabaram mal.

Na sala do Centro de Operações da Polícia Militar de São Paulo, são atendidas todas as chamadas do 190.

Das 35 mil ligações diárias, 5 mil são trotes. Em 50 dias, Gabriel ligou 3.716 vezes! O Gabriel é tão conhecido na central que quase todos os policiais já atenderam uma ligação dele.

Com o número excessivo de trotes e agora, uma ameaça de invadir o prédio, a polícia decide ir até a casa de Gabriel, na Zona Leste de São Paulo.

Uma mulher conversa com os policiais e admite: tem um filho de 17 anos, que costuma ligar para o 190. A equipe de reportagem descobre que Gabriel, na verdade, se chama Paulo. A mulher conta que o filho tem distúrbio mental.

“Como a senhora deixa ele sozinho, ele liga 190. Agora eu poderia estar atendendo uma prioridade na área”, explica o policial.

A mãe de Paulo segue com os policiais para a delegacia e se compromete a aumentar a vigilância sobre o filho.

Em agosto de 2010, um homem chama a central de emergência da polícia. Ele diz que dois homens armados se preparam para invadir um shopping da Zona Oeste de São Paulo.

“No auge de roubo a joalherias em shoppings, o cidadão passou um trote convicto, escapou dos atendentes, chegou ao alcance das viaturas e para lá foram deslocadas quatro, cinco viaturas e helicóptero da Polícia Militar”, lembra o tenente da Polícia Militar Cleodato Moisés do Nascimento.

Mais uma correria em vão. São Paulo não é a única cidade que perde tempo e dinheiro com chamadas falsas. Um levantamento nacional feito pelo Fantástico aponta: o trote é mesmo o pior inimigo dos serviços de emergência da PM.

Na Região Metropolitana do Rio, 14% das ligações são trotes. Na região de Belém, no Pará, esse número chega a 32%. Em Porto Alegre, 22% das ligações. Na Região Metropolitana de Vitória, no Espírito Santo, esses trotes representam 40% das chamadas para o 190.

São ligações com gracinhas, denúncias falsas e até cantadas. Alexandre Schreiber ligou 3 mil vezes em um ano para o 190 de Vitória. A cada ligação, novas investidas.

Até que o engraçadinho, de 20 anos, acabou preso. Ele foi acusado de perturbar o serviço público e aguarda o julgamento em liberdade.

Em Aracaju, onde os trotes na região metropolitana chegam a 32% das ligações, um homem passou 206 mil trotes para a polícia em dois anos!

Fizemos a conta: José Wilson ficava cinco horas por dia pendurado ao telefone, só incomodando a PM.

Até que um dia foi preso. Bem na hora em que passava mais um de seus de trotes.

Na época, ele prestou depoimento e foi liberado. A investigação já foi concluída e a justiça vai decidir se José Wilson volta ou não para a cadeia.

Passar trote para a polícia é crime. Se a pessoa comunicar uma falsa ocorrência pode pegar seis meses de prisão. Para quem liga com frequência, a punição é ainda maior.

“Uma pessoa que faz essas ligações, perturbando um serviço de utilidade pública, um serviço essencial, ela comete o crime 265 do Código Penal, impondo uma pena de um ano e oito meses”, explica o advogado David Rechulski.

Ser atendente do 190 é passar cada minuto sob tensão. É preciso ter muita sensibilidade. Os policiais passam por um treinamento psicológico para tentar reconhecer na voz da pessoa que liga: se ela diz ou não, a verdade. E a partir daí, eles tomam uma decisão bastante difícil. Enviar ou não, a ajuda policial.

Em uma madrugada de fevereiro, Viviane foi rendida por bandidos dentro de casa. “Começaram a revirar os quartos, começaram a pegar tudo de eletrônico, notebook, que tinha no caminho. Em uma dessas oportunidades, eu consegui pegar um dos celulares, porque eu durmo com alguns celulares em torno da cama e consegui guardar o celular”, lembra Viviane.

Ela foi colocada no porta-malas do carro pelos criminosos. E de lá, ligou para a polícia. “Parece que o atendente ficou na dúvida. Foi perguntando, perguntando, perguntando”, relata.

A denúncia foi levada a sério e Viviane, salva.

“Eles entraram não sei como, aí eles abriram o porta-malas, foi quando eles me socorreram. Eu sou grata hoje à pessoa que me atendeu por ter acreditado no que eu falei, porque senão, com certeza, eu não estaria aqui hoje”, diz Viviane.

“Ah, hoje eu sei porque demorou. Saber da situação que ocorre aqui é lamentável, mas não tem muito o que ser feito, tem que conscientizar a população que isso é uma coisa que tem que vir dentro de casa”, destaca ela. 

Fonte: fantastico.globo.com
Brincadeira sem graça e perigosa que pode colocar vidas em risco, além dos gastos gerados por essas pessoas que decididamente não tem o que fazer ! A Palavra de Deus alerta-nos:
"OS LÁBIOS MENTIROSOS SÃO ABOMINÁVEIS AO SENHOR,..."(PV.12.22a)
"COMO O LOUCO QUE LANÇA FOGO, FLECHAS E MORTE, ASSIM É O HOMEM QUE ENGANA A SEU PRÓXIMO E DIZ: FIZ ISSO POR BRINCADEIRA."(PV.26.18, 19)

Missionário Valdemir Junior

sábado, 21 de maio de 2011

Tirinhas do Smilinguido










Os atributos de um amigo verdadeiro

O Dr. John Mackay, presidente do Seminário de Princeton, em seu livro “O sentido da vida”, disse que não há relação mais espiritual e sublime que a amizade. A relação de amigos é mais elevada que a de irmãos, noivos ou esposos, pois há muitos irmãos, noivos e esposos que não são amigos. Vamos analisar três aspectos acerca do grande valor da amizade. Como podemos conhecer um amigo verdadeiro?

1. Um amigo é alguém que está do nosso lado ainda quando todos nos abandonam – A Bíblia diz: “Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão” (Pv 17.17). Um amigo é o primeiro a entrar, depois de todos terem abandonado a casa. Ele se aproxima não para tirar-lhe algo, mas para oferecer-lhe tudo, sua amizade. Há duas caricaturas de amizade, que não passam de uma falsa amizade. A primeira é a amizade tabernária. Nenhum liame existe entre os amigos “tabernários” além do desejo comum de matar o tempo, de tomar uns copos, de contar pilhérias um tanto escabrosas, de maldizer o próximo e fazer farra. Esses amigos dispersam-se na hora da angústia, como os amigos do Filho Pródigo fugiram, deixando-o faminto e necessitado. A segunda amizade falsa é a amizade utilitária. É a daqueles para quem todo “amigo” é uma conveniência, um meio atual ou potencial de facilitar-lhes os interesses. Essa amizade é uma espécie de pesca de favores, honras, posições e lucros. Essa espécie de amizade constitui-se numa ameaça para a moralidade pública. Distribuem-se os cargos não pelos méritos pessoais dos candidatos, mas pelo número de “amigos” que possuem. Mas, se há “amizade” falsa, existe também a amizade verdadeira. O amigo verdadeiro ama em todo tempo. O vendaval só conseguirá que os verdadeiros amigos deitem raízes mais profundas, entrelançando-se-lhes as radículas no solo do amor eterno.

2. Um amigo é alguém que não precisa usar máscaras para desfrutar de intimidade – A Bíblia diz: “… há amigo mais chegado do que um irmão” (Pv 18.24). Um amigo verdadeiro não precisa de formalidades e convencionalidades para se aproximar de nós. Ele nos conhece e nos ama não apenas por causa das nossas virtudes, mas também apesar dos nossos defeitos. O verdadeiro amigo é aquele que está perto nas horas de celebração e também nos tempos de choro. Ele é capaz de chorar conosco na dor e cantar conosco nos dias de festa. A verdadeira amizade derruba paredes e constrói corredores; nivela os vales e constrói pontes. A Bíblia destaca a amizade de Davi e Jônatas. Essa amizade foi santa, íntegra e fiel. Esses dois jovens buscavam o bem um do outro. Eles protegiam um ao outro. Um amigo verdadeiro não se nutre de suspeitas nem dá ouvidos à intriga. Não há amizade sem lealdade. A intriga é o verdugo da amizade. A amizade é edificada sobre o fundamento da verdade e cresce com o cultivo da intimidade.

3. Um amigo é alguém que prefere o desconforto do confronto à comodidade da omissão – A Bíblia diz: “Como o ferro com o ferro se afia, assim o homem ao seu amigo” (Pv 27.17). Uma amizade verdadeira não é construída sobre a cumplicidade no erro, mas sobre o confronto da verdade. As feridas feitas pelo amigo são melhores do que as lisonjas do bajulador. Uma amizade leal não se acovarda na hora do confronto. Há circunstâncias em que a maior prova de amizade está em aceitar o risco de perdê-la, em nome da própria amizade. A Bíblia nos ensina a falar a verdade em amor. A Bíblia nos orienta a servir de suporte uns para os outros. A Bíblia nos manda corrigir aos que são surpreendidos na prática de alguma falta, e isso, com espírito de brandura. Não existe amizade indolor. Não existe amizade omissa. Um amigo é alguém que tem liberdade, direito e responsabilidade de exortar, corrigir e orientar seu confrade quando vislumbra a chegada de um perigo ameaçador. Nesse mundo timbrado pela solidão e pelo isolamento, onde florescem as “amizades virtuais”, precisamos cultivar amizades verdadeiras, amizades que glorificam a Deus, edificam a igreja e abençoam a família!

Rev. Hernandes Dias Lopes