quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Conexão Milho

Um fazendeiro todos os anos ganhava um Prêmio de Qualidade pelo excelente milho que colhia e levava ao festival do milho.
Um repórter decidiu fazer uma matéria sobre o assunto e acabou aprendendo algo interessante sobre o cultivo de milho.
Quando o fazendeiro lhe contou que sempre dava de sua melhor semente para seus vizinhos, ele perguntou:
- Mas, eles estão competindo com você! Porque lhes dar da sua melhor semente?
- Por causa do vento! O vento nos conecta. O vento leva o pólen de um campo a outro. Se meus vizinhos cultivam milho inferior, a polinização degradará a qualidade de meu milho. Se eu quero cultivar milho bom, eu tenho que ajudar meu vizinhos a melhorar o milho deles.

Fonte: Site do Pastor /estudos.gospelprime.com.br

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Reconciliação, Uma Oferta da Graça de Deus

Fonte: www.lpc.org.br

AMAR É USAR A VARA DA DISCIPLINA

“A vara e a disciplina dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe.”
Pv 29.15


No ano passado, em comemoração aos 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o ex-presidente Lula encaminhou ao Congresso o Projeto de Lei que prevê punição para quem aplicar castigos corporais em crianças e adolescentes, inclusive preceitua o fim das chamadas “palmadas pedagógicas”. Felizmente, a lei ainda é só um projeto. Alguns educadores e psicólogos insistem em dizer que o tapa não educa. Evidentemente que não concordo com pais que maltratam seus filhos. Mas, se usadas com moderação e sabedoria, as palmadas não são atos de violência doméstica. “Não retires da criança a disciplina, pois, se a fustigares com a vara, não morrerá” (Pv 23.3).
Pelo contrário, são demonstrações de amor (Pv 13.24). A Palavra de Deus é a nossa única regra de fé e prática. As Escrituras, sim, devem regular e balizar o modo de vida dentro de nossos lares. Entre a opinião de algum teórico da psicologia, jurista ou político, sobre educação de filhos, e a Bíblia, escolho o ensino bíblico. A Bíblia é o sopro divino a conduzir nossa família por águas tranquilas a um porto seguro.

Ore

Santo Deus, a tua Palavra é sabedoria. É o único livro que transpõe tempos, costumes, teorias, e que gera vida. Quero construir meu lar sobre tua Palavra! Em nome de Jesus. Amém.

Fonte: www.lpc.org.br

QUE MENTALIDADE...

Eu tive fome, e tu formaste um grupo para discutir o problema.

Estive presa, e tu te retiraste para a tua capela para orar por minha libertação.

Estive nua, e tu questionaste a moralidade da minha aparência.

Estive enferma, e tu te ajoelhaste agradecendo a Deus por tua saúde.

Estive desabrigada, e tu falaste de abrigo espiritual em Deus.

Estive solitária, e tu me deixaste sozinha para orar por mim.

Tu parecia tão santo, tão próximo de Deus!

Mas eu ainda estou com fome, presa, nua, enferma, desabrigada e sozinha.


Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé,
e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?
E, se o irmão ou a irmã estiverem nus,
e tiverem falta de mantimento quotidiano,
E algum de vós lhes disser:
Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos;
e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo,
que proveito virá daí?
Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma.

Tiago 2.14-17

Extraído de um poemo do livro "Mentalidade Cristã", de John Stott..
FONTE:www.sitedopastor.com.br
 

Por que as pessoas GRITAM?

Um dia, um mestre indiano, preocupado com o comportamento dos seus discípulos, que viviam aos berros uns com os outros, fez a seguinte pergunta:
- Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas ou quando não se entendem?

- Gritamos porque perdemos a calma -
disse um deles.

- Mas por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado? - questionou novamente o pensador.

- Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça
- retrucou outro discípulo.

O mestre volta a perguntar:
- Não é possível falar com a outra pessoa em voz baixa?
Os alunos deram várias respostas, mas nenhuma delas convenceu o velho pensador, que esclareceu:
- O fato é que quando duas pessoas gritam é porque, quando estão aborrecidas, seus corações estão muito afastados. E, para cobrir esta distância, precisam gritar para que possam escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão de gritar, para que possam ouvir umas às outras, por causa da grande distância.

E continuou o sábio:
- Por outro lado, quando duas pessoas estão enamoradas, não gritam; falam suavemente. Por quê? Porque seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena. As vezes, seus corações estão tão próximos que nem falam, somente sussurram. E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer sussurrar, apenas se olham, o que basta. Seus corações se entendem. E justamente isso que acontece quando duas pessoas que se amam estão próximas.

Por fim, o pensador conclui, dizendo:
- Quando vocês discutirem, não deixem que seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará o dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta.



Pela longanimidade se persuade o príncipe,
e a língua branda amolece até os ossos.
Provérbios 25.15
Fonte: www.sitedopastor.com.br

Disse Maria: "Fazei tudo o que ele vos disser!"

E disse Jesus:
01.    Não tente o Senhor seu Deus - Mateus 4.7
02.    Adore o Senhor seu Deus e sirva somente a ele - Mateus 4.10
03.    Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo - Mateus 4.17
04.    Se a justiça de vocês não exceder em muito a dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus - Mateus 5.20
05.  Qualquer um que ficar irado contra seu irmão estará sujeito a julgamento... E qualquer que disser ao seu irmão: "Louco!", corre o risco de ir para o fogo do inferno - Mateus 5.22
06.    Qualquer um que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração - Mateus 5.28
07.    Não jurem de forma alguma... seja o seu "sim", "sim", e o seu "não", "não"; o que passar disso vem do Maligno - Mateus 5.34-37
08.    Se alguém o ferir na face direita, ofereça-lhe também a outra face - Mateus 5.39
09.    Dê a quem lhe pede, e não volte as costas àquele que deseja pedir-lhe algo emprestado - Mateus 5.42
10.    Amem os seus inimigos e orem pelos aqueles que os perseguem - Mateus 5.44
11.    Se vocês perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas - Mateus 6.14-15
12.    Não acumulem para vocês tesouros na terra... mas acumulem tesouros no céu - Mateus 6.19-20
13.    Não se preocupem, dizendo: "Que vamos comer?" ou "que vamos vestir?" - Mateus 6.31 
14.    Busquem em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça - Mateus 6.33
15.    Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e muitos são os que entram por ela. Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! Poucos são os que a encontram - Mateus 7.13-14
16.    Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim; e quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim - Mateus 10.37-38
17.    Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre  vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve - Mateus 11.28-30
18.    Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas - Mateus 19.14
19.     Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento... e o próximo como a ti mesmo - Mateus 22.37-39
20.     Vocês precisam estar preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que vocês menos esperam - Mateus 24.44
21.     Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos - Mateus 28.19-20

Autor: Pr Franco  
Fonte: www.sitedopastor.com.br 

Diante do Trono recebe Disco de Ouro pelo CD “Sol da Justiça”

Em apenas um dia de lançamento mais de 50 mil cópias do CD“Sol da Justiça”, o 14º álbum do grupo Diante do Trono, foram vendidas. Para comemorar essa marca, Ana Paula Valadãorecebeu das mãos do gerente nacional da Som Livre, Emílio Maginago, o Disco de Ouro por este CD e o Disco de Platina pelas 60 mil cópias do DVD “Aleluia”.
A entrega aconteceu nesta terça-feira, 21, na ExpoCristã. O CD “Sol da Justiça” foi gravado em julho na cidade de Natal e precisou de dois dias para ser finalizado, pois naquela semana as fortes chuvas que caíram sobre a capital do Rio Grande do Norte encharcaram o solo da Praia do Meio que não suportaria todos os equipamentos para o evento.
Mesmo assim, o grupo liderado por Ana Paula Valadão subiu a palco e fez uma bela apresentação para as 120 mil pessoas fizeram dessa gravação o maior evento que o estado já teve. Dois dias depois eles se reapresentaram no Teatro Riachuelo e assim conseguiram finalizar o trabalho. O resultado desse esforço são 23 faixas, sendo que nove delas estão no CD “Sol da Justiça” e as demais se encontram no DVD que vem acompanhado com um CD extra.
“Não estava programado [gravar no Teatro], foi um processo muito difícil que a gente passou, a Praia é um lugar lindo, mas a chuva atrapalhou muito a montagem dos equipamentos”, disse Ana Paula Valadão para o Gospel Prime.
“Ali no teatro tivemos um banquete do Senhor, ao invés de uma noite de adoração, tivemos duas”, disse Ana Paula que revelou que esse será para ela um dos CDs mais especiais. “Para mim essa gravação será um xodó”, conta.
Para o ano que vem o Diante do Trono já planeja um evento especial, isso porque o grupo de louvor da Igreja Batista da Lagoinha completará 15 anos de ministério. “A gente está orando porque ano que vem a gente faz 15 anos de ministério, é uma data muito bonita e já estamos com várias ideias para celebrar essa data”, adiantou a cantora.

Ana Paula responde às críticas

Sobre as acusações que ela sofreu nas últimas semanas, Ana Paula diz que entende isso como algo que faz parte do ministério e também faz parte das diferenças que existem dentro da Igreja. “As críticas fazem parte, porque nós somos um corpo, nós somos diferentes, cada parte do Corpo de Cristo é diferente e às vezes eu não os entendo e a outra parte também não me entende”.
Ana Paula foi retratada como uma pessoa possuída por demônios durante um programa da TV Record apresentado por bispos da Igreja Universal do Reino de Deus que não aceitam a manifestação pentecostal de “cair no Espírito”. “Vamos ficar firmes com as nossas convicções”, disse Ana Paula que confessa que ficou bastante chateada com os comentários. “Ela [a crítica] dói, mas ela faz parte”, encerra a cantora.

Fonte: Gospel Prime

Publicano 10 x Fariseu 0

Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.
O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.

Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.
O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!
Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele (Lucas 18)
 
Dois homens vão ao templo para orarem.
Ambos tinham ido ao lugar certo (templo) para fazerem a coisa certa (orarem).
Mas, o fariseu, acaba fazendo a coisa certa da forma errada, e por isso era melhor que não tivesse feito nada.
O fariseu foi ao templo orar (fez a coisa certa), mas sua oração foi para se auto justificar (orou da forma errada).
Fazer a coisa certa não é suficiente, suficiente é fazer a coisa certa da forma certa.
O fariseu faz a coisa certa quando vai a igreja, mas faz da forma errada, quando vai porque é domingo.
O fariseu faz a coisa certa quando vai a igreja, mas faz da forma errada, quando vai para não ficar com a consciência pesada.
O fariseu faz a coisa certa quando vai a igreja, mas faz da forma errada, quando vai porque precisam dele (para tocar, ministrar, servir).
O fariseu faz a coisa certa quando vai a igreja, mas faz da forma errada, quando vai para manter a aparência da falsa espiritualidade.
O fariseu faz a coisa certa quando vai ao templo, mas faz da forma errada, quando vai para agradar a outrem.
As ações (templo, oração) do fariseu são boas, mão são motivadas por qualquer outra coisa que não é Deus e por isso de nada valem.
Todas as obras do fariseu são consideradas para Deus “Trapos de imundícias” (Isaias 64:6).
Trapos de imundícias é o nome dado aos panos que as mulheres usavam, para conter o fluxo menstrual, é esse pano que Deus enxerga quando olha suas obras.
Tenho duvida, que esse texto possa ser útil para os tempos e templos atuais, afinal fariseus nos dias de hoje é uma espécie tão em extinção, não é verdade?
Alan Corrêa

domingo, 25 de setembro de 2011

Porcaria de ladrão

Foi em Goiás, numa cidade do interior, próximo a Ceres. Um fazendeiro que não gostava de crente e que nunca permitira que ninguém lhe falasse de Jesus, sem saber, contratou os serviços de um evangélico, que antes de se converter a Cristo era ladrão.
No entanto, num episódio de fraqueza, o ex-ladrão voltou às escondidas à fazenda e roubou uma porca do fazendeiro, mas, não conseguiu dormir aquela noite, pois, o Espírito Santo inquietou sua consciência e, logo de manhã, ele foi se aconselhar com seu pastor, que exigiu, como prova de sua sinceridade, que ele voltasse à fazenda, confessasse seu delito e reparasse o dano, pagando o fazendeiro com dinheiro ou serviço.
Apesar de querer muito reparar aquela situação, o rapaz tinha medo da reação do fazendeiro, pois ele era arrogante, estúpido e violento. Demorou quase uma semana, mas, finalmente, no domingo seguinte, ele criou coragem e voltou à fazenda.
- O que o traz aqui assim tão cedo, meu amigo?
- Vim lhe confessar um crime.
- Que crime rapaz?
- Depois que o senhor me pagou aquele último serviço, eu voltei aqui na fazenda e roubei uma porca. O senhor não sabe, mas, desde bem cedo na vida fui um ladrão, mas, agora sou crente e não posso mais fazer isso. Não tenho dinheiro para lhe pagar, mas posso pagá-lo com serviço, e garanto-lhe não vou nunca mais mexer nas suas coisas ou de qualquer outra pessoa.
O fazendeiro demorou alguns segundos para entender o que o rapaz havia acabado de lhe falar, mas, logo depois gritou:
- Mulher, chame nossos filhos e venham aqui, todos vocês.
O rapaz achou que iria levar a maior surra de sua vida, pois os filhos do fazendeiro eram uns rapazes muito fortes e, como o pai, também violentos.
Quando eles chegaram, o fazendeiro ordenou:
- Moço, eu devo admitir que você tem coragem. Faça o favor, repita para meus filhos e para minha mulher tudo o que você acabou de me falar.
E o rapaz repetiu. Se tremeu na primeira vez, agora, então, nem se fala. Sua voz mal saía da garganta.
- É isso que é ser crente, moço?
- Rss…
Mas, para sua surpresa, o fazendeiro falou:
- Ser crente é ter coragem de confessar o próprio erro e se propor a reparar o prejuízo? Se é isso que é ser crente, eu, minha esposa e meus filhos também queremos ser crentes. Como é que a gente faz pra ser crente?
Todos eles se converteram e o temido fazendeiro tornou-se um dos mais influentes pregadores do evangelho daquele rincão.
Quanto à porca? Bem, o fazendeiro ficou tão feliz com Jesus que disse para o rapaz:
- Quanto à porca, fica de presente, irmão!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Com chifres na testa, homem é acusado de assassinato nos EUA

Massachussets (EUA) – Um homem que se autodenominava adorador de Satanás e afirmava beber sangue foi preso acusado pelo rapto e assassinato de três pessoas nos EUA. Caio Veiovis, 31, foi submetido a extensos implantes para criar chifres na cabeça, além de ter tatuado o número 666 – considerado o número da besta – na própria testa.
Ele é acusado fazer parte de uma quadrilha que sequestrou, matou e enterrou três homens em Massachusetts, nos EUA. De acordo com as autoridades, Veiovis, 31, cometeu os crimes com a ajuda de Adam Hall, 34, e Chalue David, 44. Juntos, os três são responsáveis pela morte de David Glasser, 44, Edward Frampton, 58, e Robert Chadwell, 47. A reportagem é do Daily Mail.
Hall é um membro sênior dos Hells Angels de Massachussets e estava com julgamento marcado na próxima semana, sob a acusação de sequestro, agressão, intimidação, extorsão e tráfico de drogas. Segundo testemunhas, Glasser foi morto por ser testemunha-chave no julgamento contra Hall.
Os acusados se declararam inocentes e estão detidos, sem direito à fiança, enquanto aguardam julgamento.

Fonte: O Dia

domingo, 11 de setembro de 2011

A Natureza

Salmo 19.1-4
Senhor, Senhor nosso, como é majestoso o teu nome em toda a terra! (Sl 8.9)
Quando olhamos para a natureza ficamos impressionados com tanta beleza, isso porque não olhamos para uma coisa simples e sim para a criação de Deus.
Olhamos para algo que o próprio Deus afirmou ser muito bom. No registro da criação, vemos a declaração de Deus dizendo: “...viu tudo o que havia feito, e tudo havia ficado muito bom” (Gn 1.31).

A criação vai além da sua beleza, ela também reflete a glória de Deus. O Salmo 19 diz que os céus declaram a glória de Deus, proclamam a obra das suas mãos. Olhando para a criação o homem pode reconhecer a existência de Deus. Ele se manifesta e pode ser visto através das coisas que criou. Romanos 1.20 afirma que: “desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas...” O Salmo 19 e também o Salmo 8 dizem que em toda terra pode se ouvir a voz de Deus, cuja glória é cantada nos céus. O salmista está se referindo à beleza dos céus, da lua e das estrelas que são obras das mãos de Deus. A natureza, até mesmo sem palavras ou algum som, grita sobre a existência e a glória de Deus. 
Infelizmente muitas vezes o homem prefere ignorar a presença de Deus. Vive desapercebido de Deus, não glorifica o seu nome, não reconhece que precisa de sua ajuda. Em uma atitude egoísta, tem destruído a natureza criada por Ele. Tem esquecido a ordem de Deus para que o homem subjugasse e dominasse seu ambiente. Tem deixado de cumprir a ordem de cuidar da terra. Esquece que o controle da poluição, o cuidado com as florestas, rios, meio ambiente é responsabilidade moral do homem.
Portanto ao olhar para a beleza da natureza, perceba que você está olhando para a obra da criação de Deus. Lembre-se de que você não está sozinho neste mundo e também que é responsabilidade nossa ter cuidado especial com a natureza.

Cuidar e contemplar a natureza é cuidar de si mesmo e glorificar a Deus. 

Rev. Hebert dos Santos Gonçalves
FONTE: www.hebert.com.br

LUTO

Leitura Bíblica:
João 5.24-30

Felizes os mortos que morrem no Senhor de agora em diante. Diz o Espírito: “Sim, eles descansarão das suas fadigas, pois as suas obras os seguirão” (Ap 14.13).


Imagine que você está à beira mar e vê um navio partindo. Você fica olhando, enquanto ele vai se afastando, cada vez mais longe. Até que, finalmente, parece apenas um ponto no horizonte, lá onde o mar e o céu se encontram. E você diz: - “Pronto, ele se foi”. Foi aonde? Foi a um lugar que sua vista não alcança, só isto! Ele continua tão grande, tão bonito e tão importante como ele era quando estava perto de você. A dimensão diminuída está em você, não nele! E, naquele exato momento que você está dizendo “ele se foi”, há outros olhos vendo-o aproximar-se, e outras vozes exclamando com júbilo: “Ele está chegando!”

Este texto de Henry Isaac Sobel expressa muito bem o que acontece quando perdemos alguém. Quando alguém especial que conhecemos morre, sentimos que ele está partindo como um barco que se distanciou da nossa vista no horizonte. Mas, graças a Deus, sabemos que está agora sendo recebido na glória para viver com Deus.
Somos confortados quando lemos na Bíblia que felizes são aqueles que morrem no Senhor. Mesmo com a dor da saudade em nossos corações, podemos ter paz no coração e nos alegramos, pois quem amamos descansou. Embora nós estejamos dizendo: Ele está partindo, Deus no céu está dizendo: Ele já chegou.

Momentos como este também nos faz meditar sobre o que é a nossa vida. Tiago diz: Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa. Somos como um vapor que desaparece. Por isso neste pouco tempo que temos aqui devemos fazer o bem, entregando a nossa vida nas mãos de Deus. Jesus prometeu que quem ouve a sua Palavra e crê em Deus, tem a vida eterna e não será condenado, passou da morte para a vida. Depois de morrer, aqueles que fizeram o bem irão ressucistar para a vida eterna.

Grande é este consolo, a vitória que temos sobre a morte.

FONTE: www.hebert.com.br

Milena é contratada pela Sony Music e já prepara CD para o público infantil

A pequena Milena, estrela do Programa Raul Gil por cantar canções evangélicas e fazer orações para os convidados, é a nova contratada da Sony Music. Ela vai gravar um álbum infantil voltado ao público evangélico.
O CD e DVD de Milena terá a participação especial das cantoras Cassiane e Mara Maravilha, sendo que o  CD será lançado em dezembro e o DVD em 2012, ainda sem data marcada.
O sucesso de Milena é tão grande entre o público brasileiro que Youtube seus vídeos possuem entre 100 mil e 420 mil acessos. No programa do SBT as cantoras Aline Barros, Ana Paula Valadão e Cassiane já até foram convidadas para cantar com a pequena que se declara fã dessas cantoras.

Fonte: Gospel Prime

O ILUSTRE VISITANTE


Ruth, olhou em sua caixa de correio, mas só havia uma carta. Pegou-a e a olhou antes de abri-la. Mas logo parou, para observar com mais atenção.
Não havia selo nem marcas do correio, somente seu nome e endereço. Ela decidiu ler a carta: “Querida Ruth. Estarei próximo de sua casa, no sábado à tarde, e passarei para visitá-la. Com amor, Jesus.”
As mãos da mulher tremiam quando colocou a carta sobre a mesa. “Por que Jesus iria querer visitar-me? Não sou ninguém especial, não tenho nada para oferecer-lhe…” – pensou.
Preocupada, Ruth recordou o vazio reinante nas estantes de sua cozinha. “Ai, não!, não tenho nada para oferecer-lhe. Terei que ir ao mercado e comprar alguma coisa para o jantar.” Ruth abriu a carteira e colocou o conteúdo sobre a mesa. Era muito pouco, suficiente apenas para comprar pão e alguma outra coisa.
Ruth colocou um abrigo e se apressou em sair. Um pão francês, um pouco de peru e uma caixa de leite. Sobram-lhe apenas alguns trocados, que deveriam durar até a segunda-feira, quando receberia sua pensão novamente. Mesmo assim, sentiu-se bem e saiu a caminho de casa, com sua humilde compra debaixo de um dos braços.
- Olá, senhora, pode nos ajudar?
Ruth estava tão distraída pensando no jantar, que não viu as duas pessoas que estavam de pé no corredor. Um homem e uma mulher, os dois vestidos com pouco mais que farrapos.
- Olhe, senhora, não tenho emprego. Minha mulher e eu temos vivido ali fora na rua. Está fazendo frio e estamos sentindo fome. Se a senhora pudesse nos ajudar, ficaríamos muito agradecidos.
Ruth olhou para eles com mais cuidado. Estavam sujos e tinham mal cheiro e, francamente, ela estava segura de que eles poderiam conseguir algum emprego se quisessem.
- Senhor, eu queria ajudar, mas eu mesma sou uma mulher pobre. Tudo que tenho são umas fatias de pão, mas receberei um hóspede importante esta noite e planejava servir-lhe isso.
- Sim, senhora, entendo, de qualquer maneira, obrigado – respondeu o homem.
O pobre homem colocou o braço em volta dos ombros da mulher, e os dois se dirigiram para a saída. Ao vê-los saindo, Ruth sentiu um forte pulsar em seu coração.
- Espere!
O casal parou e voltou à medida que Ruth corria para eles e os alcançava na rua:
- Fiquem com isso tudo – disse ela.
- Mas, e o seu convidado, senhora?
- Eu dou um jeito. Não se preocupem.
Quando a mulher estendeu as mãos para pegar o lanche, Ruth percebeu que a mulher tremia de frio.
- Sabe, tenho outro casaco em minha casa, tome este – ofereceu Ruth. Ela desabotou o próprio casaco e o colocou sobre os ombros da mulher.
- Obrigado, senhora, muito obrigado – despediu-se, agradecido, o casal.
Sorrindo, voltou a caminho de casa, sem seu casaco e sem nada para servir para Jesus.
Ruth estava tremendo de frio quando chegou à porta de sua casa. Procurou a chave rapidamente na bolsa, enquanto notava outra carta na caixa de correio.
“Que esquisito, o carteiro nunca vem duas vezes em um dia” – pensou ela. Apanhou a carta e a abriu:
“Querida Ruth. Foi bom vê-la novamente. Obrigado pelo delicioso lanche e pelo casaco. Com amor, Jesus.”

Soldados do exército nigeriano estariam ajudando muçulmanos a matarem cristãos

Ao menos 24 cristãos foram mortos na Nigéria por extremistas muçulmanos com a ajuda de pessoas ligadas ao exército. Os crimes aconteceram em agosto no estado Plateau, centro do país, segundo informações da área.
Os ataques perpetrados em 11 de agosto na aldeia de Ratsa Foron e em 15 de agosto deixaram 6 pessoas mortas. Extremistas muçulmanos mataram nove membros de uma família cristã, juntamente com outro cristão, afirmam fontes.
“Eles estavam com uniformes do exército. Eu mesmo conheço alguns deles, pois vieram junto com os muçulmanos para nos atacar”, disse Nnji John, que perdeu sua família no ataque. “Eu posso jurar pelo Deus Todo-Poderoso que o ataque foi realizado com o apoio de soldados, pois eu os vi.”
No dia 14 de agosto outros dois cristão foram mortos por extremistas muçulmanos, dessa vez na comunidade de Chwelnuyap, em Jos. Além dos mortos uma mulher foi ferida, de acordo com moradores. Relatos confirmam os ataques e testemunhas garantem que a  Força Tarefa do Exército, que deveria protegê-los, não fez nada.
Jonah Jang, governador da região, exigiu a retirada imediata do exército nigeriano da área, porque, segundo ele, os muçulmanos e o exército exerceram posições de violência contra os cristãos.
“Estou certo de que as forças armadas estão sendo poluídas com esta crise religiosa no país”, disse Jang. “Antes os soldados costumavam ficar mais no quartel, mas hoje as forças armadas começaram a tomar partido nesta crise religiosa. Se não lhes chamarem  a atenção, a ordem do país estará em perigo.”

FONTE: noticias.gospelprime.com.br com informações Portas Abertas

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Billy Graham não prega para multidões, mas evangeliza online

Billy Graham não pode estar pregando em estádios por causa da sua idade avançada, mas começou um novo trabalho.
Ele tomou a iniciativa de evangelizar através da interner e poder assim alcançar pessoas on-line com o evangelho.
A Associação Evangelística Billy Graham lançou o programa em versão beta no final de abril, e milhares já viu uma apresentação do evangelho online que incentiva as pessoas fazer um compromisso com Jesus Cristo.
“Todos os dias, as pessoas estão procurando por respostas on-line”, diz Preston Parrish, vice-presidente executivo do ministério para a BGEA. “Em seu momento de necessidade, estamos apresentando a única esperança que temos neste mundo a esperança encontrada através de um relacionamento com Jesus Cristo.”
Veja como funciona: Quando as pessoas entram frases como “O que acontece quando eu morrer?” ou “Por que estou aqui?” nos motores de busca populares, o projeto de evangelismo de Internet BGEA vai dirigir o pesquisador para páginas web relevantes que tratem das questões do pedido e oferece a esperança do evangelho como a solução definitiva e verdadeira de acordo com a necessidade. O pesquisador pode fazer um compromisso com Jesus Cristo, então será capaz de conversar com um “conselheiro” para aprender mais. Conheça como funciona o projeto de evangelização pela Internet, visite SearchForJesus.net. No site, os visitantes poderão ver como o programa funciona, bem como em tempo real compromissos sendo feitas ao redor do mundo.
Nos próximos meses, voluntários treinados “discípuladores” estarão disponível para bate-papo online com os buscadores espirituais em um esforço para levar ainda mais pessoas a ter um relacionamento com Cristo. Além do mais, “discípuladores” vão realizar um acompanhamento de treinamento para aqueles que assumiram um compromisso e incentivá-los a encontrar uma igreja em sua área.
O programa é uma extensão do compromisso BGEA para proclamar o evangelho por todos os meios eficazes disponíveis e incentivar os outros a fazerem o mesmo. Billy Graham foi pioneira no uso de imagens de televisão, rádio e movimento para difundir o Evangelho em todo o mundo. Hoje, BGEA continua, no espírito de inovação através do uso da Internet e mídia social.
“A geração de hoje vive na Internet”, diz Parrish. “Assim como nossa estratégia histórica de ir aonde o povo está-em estádios, arenas cívica e coleta de áreas públicas, estamos fazendo o mesmo chegando no ciberespaço com a Boa Nova do amor de Deus e Sua oferta de perdão e vida eterna por meio de fé em Cristo.
Fonte: O Diário / Folha Gospel

Sacerdote quebra perna de menino por ter esquecido trecho do Corão

Um professor de oração — e também sacerdote — bateu tanto em um menino de 7 anos por ele ter esquecido um trecho do Corão, que lhe quebrou a perna esquerda.
Aconteceu na sexta-feira (2), em uma mesquita de Vehari, na província de Punjob, Paquistão. O menino é uma das crianças que vinham tendo  lições sobre o Islã com o sacerdote.
O Paquistão tem a maior população de muçulmanos do mundo – cerca de 96% de seus 178 milhões de habitantes.
De acordo com testemunhas, o professor ficou enfurecido com o garoto por ele não se lembrar de um versículo de um capítulo do Corão.
Ele tirou o menino da mesquita e o dependurou em uma árvore, de cabeça para baixo, para que se lembrasse do versículo.
A cada afirmação errada que fazia, o menino recebia pancada, até que desmaiou e teve de ser levado a um hospital. Lá, além das escoriações, os médicos constataram que a perna do garoto estava esmagada.
O pai do menino reclamou com a polícia, que prometeu apurar o que houve. Não deve dar em nada.

Fonte: Paulo Lopes/www.overbo.com.br

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Acreditar e agir

Um viajante caminhava às margens de um grande lago.
Ao ver um canoeiro preparando-se para zarpar, puxou conversa com ele e descobriu que seus destinos eram o mesmo: a outra margem do lago.
Pediu uma carona, propondo-se a ser o remador.
Entrou na canoa, pegou os remos de madeira e reparou que neles estavam esculpidas duas palavras: ACREDITAR e AGIR.
Ele nunca tinha remado antes, e rapidamente descobriu que não é tão fácil quanto parece. A canoa ficava navegando em círculos, ora para a esquerda, ora para a direita.
O dono da canoa, um idoso muito simpático, procurava não ser grosseiro, mas não podia conter o sorriso.
Por fim, já cansado, o viajante pede ajuda:
- Por favor, senhor, como é que eu faço para esta canoa ir só para frente?
O canoeiro respondeu:
- A resposta está nos remos. O Acreditar e o Agir têm que ser impulsionados ao mesmo tempo e com a mesma força.

ALCOOLISMO

Dados

bebida preferida
Há uma grande variedade de bebidas alcoólicas espalhadas pelo mundo, fazendo do álcool a substância psicoativa mais popular do planeta. Obtido por fermentação ou destilação da glicose presente em cereais, raizes e frutas, o etanol (ou álcool etílico) é consumido exclusivamente por via oral. O Brasil detém o primeiro lugar do mundo no consumo de destilados de cachaça e é o quinto maior produtor de cerveja da qual, só a Ambev, produz 35 milhões de garrafas por dia.
álcool é droga !
O álcool é a droga preferida dos brasileiros (68,7% do total), seguido pelo tabaco, maconha, cola, estimulantes, ansiolíticos, cocaína, xaropes e estimulantes, nesta ordem. No País, 90% das internações em hospitais psiquiátricos por dependência de drogas, acontecem devido ao álcool. Motoristas alcoolizados são responsáveis por 65% dos acidentes fatais em São Paulo.
O alcoolismo é a terceira doença que mais mata no mundo. Além disso, causa 350 doenças (físicas e psiquiátricas) e torna dependentes da droga um de cada dez usuários de álcool.
não beba
O álcool é a droga que mais detona o corpo (tanto quanto a cocaína e o craque); a que mais faz vítimas; e é a mais consumida entre os jovens no Brasil. O índice de câncer entre os bebedores é alarmante, quer por ação tópica do próprio álcool sobre as mucosas, quer por conta dos aditivos químicos de ação cancerígena que entram no processo de fabricação das bebidas.
gravidez
Síndrome alcoólica fetal (SAF) é o termo utilizado para descrever os efeitos comumente observados nos filhos de mães alcoólatras: tamanho pequeno, face anormal, outras anormalidades físicas e retardo mental. Ocorrência: 1 a 2 casos por mil nascidos vivos.

Consequências Físicas do Uso em Excesso

  •  acidentes (no lar, no serviço e nas estradas);
  •  alterações no sangue (hemorragias, hepatite e outras);
  •  ossos e articulações (ácido úrico elevado, degeneração dos ossos e outros);
  •  lesão cerebral (síndrome de Wernicke-Korsakoff, degeneração cerebelar, ambliopia);
  •  câncer (na boca, esôfago, estômago, fígado e outros);
  •  pulmão (pneumonia, tuberculose e outros problemas);
  •  epilepsia;
  •  síndrome fetal (vide parágrafo anterior);
  •  coração (arritmias, cardiopatia, hipertensão e doença coronariana);
  •  lipemia;
  •  hipoglicemia;
  •  fígado (cirrose hepática e outras doenças);
  •  miopatia;
  •  pancreatite;
  •  neuropatia (ou neurite) periférica);
  •  sexo (disfunção testicular e impotência); e
  •  esôfago e estômago (efeitos corrosivos diretos do álcool sobre estes órgãos como: gastrite, úlcera péptica, esofagite e síndrome de Mallory-Weiss).
FONTE: Revista Plantão Médico - Drogas, Alcoolismo e Tabagismo, Editora Biologia e Saúde, Rio de Janeiro, 1998, pág.67.

Outros Dados sobre o Álcool

  •  É preciso saber que o álcool é a porta de entrada das drogas !.
  •  A idade em que o adolescente começa a tomar álcool está cada vez menor, com a média atual em 13 anos.
  •  As causas do alto número de pessoas dependentes de bebidas alcoólicas no Brasil deve-se, principalmente, à cultura nacional. A cerveja, p.ex., é aceita como uma bebida tradicional e a cachaça é conhecida como "caninha da roça", "bebida de macho" e outros slogans.Você bebe no frio para esquentar e no calor para esfriar.
  •  Para acabar com o vício, o usuário de álcool precisa ter consciência do problema que está enfrentando e o desejo de se livrar dele. Isso pode ser feito através da desintoxicação em Clínicas Especializadas e com o indispensável apoio e compreensão da família.
  •  Em geral, nosso fígado leva uma hora para processar 30 gramas de álcool (aproximadamente uma latinha de cerveja).
  •  O álcool interfere no processo de concentração no trabalho e os alcoolistas estão justamente na faixa de maior produtividade do indivíduo (entre 25 e 45 anos).
  •  O álcool é responsável pela maioria dos acidentes de trânsito, porque altera a percepção do espaço, do tempo e a capacidade de enxergar bem.
  •  O alcoolismo é uma doença crônica, incurável e progressiva, que mina o organismo, atacando todos os seus órgãos.
  •  Pesquisa realizada em 5 capitais brasileiras revelou que 45% dos jovens entre 13 e 19 anos envolvidos em acidentes haviam ingerido bebida alcoólica.
  •  O consumo global, expresso em g/kg peso corporal, multiplicado por anos de bebida, fornece um elemento preciso de previsão da incidência de cirrose hepática.
  •  A lesão hepática é a consequência (a longo prazo) mais séria do consumo excessivo. Ocorre um aumento do acúmulo de gordura (fígado gorduroso), que progride para uma hepatite (inflamação do fígado) e termina com necrose e fibrose hepáticas irreversíveis.
  •  Por não apresentar cargas elétricas e por ser altamente solúvel em gorduras, é rapidamente absorvido pelo organismo. Uma quantidade apreciável é absorvida já no estômago. Ingerido com o estômago vazio, produz um efeito muito maior.
  •  Cerca de 90% do álcool é metabolizado no corpo e 5 a 10% é excretado (sem modificações) no ar expirado e na urina. Essa fração serve de base para a estimativa das concentrações sanguíneas de etanol por dosagens na respiração (bafômetro) ou na urina.
  •  Admite-se que a proporção entre as concentrações de etanol no sangue e nos pulmões seja de 21%, ou seja, 1 mg de sangue contém uma quantidade de álcool equivalente à que contém 2,1 litros de ar dos pulmões. A concentração na urina é mais variável e fornece uma medida menos precisa das concentrações sanguíneas.
  •  A taxa de eliminação do etanol do organismo praticamente independe de sua concentração no sangue e corresponde, no homem, a cerca de 0,1 g/kg peso.hora ou cerca de 10 ml/h em uma pessoa normal.
  •  Os alcoólatras são difíceis de se anestesiar com drogas como o Halotano.
FONTE: www.ufrrj.br/institutos/it/de/acidentes/etanol5.htm

Sobriedade sobre o Álcool

Por Gilberto Bueno de Castro Filho. 
Imprudência, álcool e excesso de velocidade. Todos os anos essa combinação tira a vida de 30 mil brasileiros. Assim iniciou na manhã fria de quinta-feira o telejornal Bom Dia Brasil. 

Fiquei a pensar de como as pessoas, tendo informações tão preciosas, não conseguem ser transformadas em sua conduta, em seu caráter, em sua essência. 
Este pensar inquietante de minha alma levou a compartilhar, em voz alta, com você meus pensamentos. Pensamentos que não pretende ser a última, melhor,... palavra. Porém, é vindo de alguém que ama a Deus e ao próximo. Que deseja e ora para que nossa nação seja realmente feliz (Salmo 33.12). 
Pense comigo. Existe uma campanha que os meios de comunicação diariamente nos informam constantemente : “Se for beber não dirija”. Isto porque há uma pesquisa feita pela associação dos Detrans, mostrando que o álcool, mesmo em pequenas quantidades, é o grande vilão dos acidentes de trânsito principalmente nos grandes centros urbanos. Um estudo realizado em Hospitais Públicos de Emergência nas cidades de Curitiba, Brasília, Salvador e Recife revelaram a trágica situação do país: 61% das vítimas de acidentes de trânsito estavam alcoolizadas, tanto os motoristas quanto os pedestres; 75% dos motoristas feridos ou mortos haviam ingerido alguma quantidade de bebida alcoólica; 30 % desses motoristas apresentavam níveis de álcool no sangue superiores aos limites permitidos. Chocante, não? 
Porém, se abrirmos os nossos olhos para outras realidades perceberemos, mais chocados ainda, que não é só no transito que o álcool traz e/ou faz estragos ao ser humano. Estragos que atingem homens e mulheres, crianças e velhos, ricos e pobres, sábios e ignorantes, crentes e não crentes. Eu ampliaria essa campanha para outros níveis dos nossos relacionamentos. 
Eu diria: "Se for beber não se case”. Não busque desenvolver um relacionamento com alguém se a bebida tomar o lugar da comunicação, do saboroso diálogo com a pessoa amada, pois ela tira o entendimento e a sobriedade de olhar a pessoa amada. 
Eu diria: “Se for beber não tenha filhos”. Os médicos afirmam que durante a gravidez, o álcool pode causar sérias deficiências físicas ou mentais no feto, assim como uma predisposição ao consumo de álcool na vida adulta. Aliás, uma sábia mãe já ensinava a seu filho que não ficava bem para ele desejar bebidas (Provérbios 31.4). 
Eu diria: “Se for beber não pratique esportes”. A atividade física dá ânimo, vitalidade, disposição, porém, a pessoa que faz uso do álcool pode desenvolver várias doenças. As mais frequentes são as doenças do fígado (esteatose hepática, hepatite alcoólica e cirrose). Também são frequentes problemas do aparelho digestivo (gastrite, síndrome de má absorção e pancreatite), no sistema cardiovascular (hipertensão e problemas no coração). Também são frequentes os casos de polineurite alcoólica, caracterizada por dor, formigamento e câimbras nos membros inferiores. 
Eu diria: “Se for beber não exerça nenhuma profissão”. Pois já no 2º estágio percebe-se que elas ficam sonolentas; que elas têm problemas para compreender ou se lembrar de coisas (mesmo acontecimentos recentes); que elas não reagem a situações rapidamente (se elas derramarem bebida, podem apenas ficar olhando); que os movimentos do corpo não são coordenados; que elas começam a perder o equilíbrio facilmente; que sua visão fica embaralhada; e que elas podem ter problemas com os sentidos (audição, paladar, tato, etc). e isto sem falar dos efeitos a longo prazo. 
Assim, apesar do desconhecimento por parte da maioria das pessoas, o álcool também é considerado uma droga psicotrópica, pois ele atua no sistema nervoso central, provocando uma mudança no comportamento de quem o consome, além de ter potencial para desenvolver dependência. O álcool é uma das poucas drogas psicotrópicas que tem seu consumo admitido e até incentivado pela sociedade. Esse é um dos motivos pelo qual ele é encarado de forma diferenciada, quando comparado com as demais drogas. Apesar de sua ampla aceitação social, o consumo de bebidas alcoólicas, quando excessivo, passa a ser um problema. Além dos inúmeros acidentes de trânsito e da violência associada a episódios de embriaguez, o consumo de álcool a longo prazo, dependendo da dose, frequência e circunstâncias, pode provocar um quadro de dependência conhecido como alcoolismo. Desta forma, o consumo inadequado do álcool é um importante problema de saúde pública, especialmente nas sociedades ocidentais, acarretando altos custos para sociedade e envolvendo questões médicas, psicológicas, profissionais e familiares. 
Sei que essa é uma questão com muitas opiniões diferente, porém apresento a minha, sei também que a Bíblia fala que o vinho é bênção de Deus (Salmo 104.13-15), dentre outras passagens que recomenda-nos não buscarmos a solução de uma necessidade ou realidade nele (Efésios 5.18) e até para ser um bom líder na igreja (1Timóteo 3.3). Pessoas que fazem uso – com dolo (com intenção) ou com culpa (sem intenção) do álcool, muitas vezes desconhecem o fato de que esse abuso que vemos tem causado enormes, profundos e tristes problemas. Afetando os centros emocionais no sistema límbico, os alcóolicos se tornam ansiosos, depressivos e até mesmo suicidas. Os efeitos emocionais e físicos do álcool podem contribuir para problemas conjugais e familiares, incluindo violência doméstica, bem como problemas relacionados ao trabalho, como faltas excessivas e fraco desempenho. Concluo minhas elucubrações concordando com o título do artigo do pastor Hernandes Dias Lopes que diz que o alcoolismo é uma tragédia nacional. Que o Senhor tenha misericórdia do nosso Brasil, nossas famílias e igrejas. 
Fontes/pesquisa: 
 
Fonte: www.hebert.com.br

sábado, 3 de setembro de 2011

Música e adoração na igreja

Referência: Salmos 40.3
INTRODUÇÃO
1. Perguntaram para Rick Warren, o que faria de diferente se tivesse que começar sua igreja de novo. Ele respondeu: “desde o primeiro dia eu colocaria mais energia e dinheiro no ministério de música”.
2. Davi no Salmo 40:3 fala sobre quatro atributo da música: 1) A origem da música; 2) A natureza da música; 3) O propósito da música; 4) O resultado da música.
3. Davi diz que há uma clara conexão entre música e evangelismo. Aristóteles disse que “a música tem o poder de formar o caráter”. A música é a principal comunicadora de valores para as gerações:
a) Na Reforma – foi a música que popularizou a doutrina da reforma luterana;
b) As canções de rock dos anos 60 e 70 forjaram os valores dos americanos dessas duas décadas.
c) A MTV molda os valores da maioria dos adolescentes.
I. A IMPORTÂNCIA DO LOUVOR NA VIDA DA IGREJA
1. Quem louva agrada a Deus
O fim principal do homem é glorificar a Deus e gozá-lo para sempre.
“O que me oferece sacrifício de ações de graça, esse me glorificará” (Sl 50:23).
2. Deus nos criou para o seu louvor
“Ao povo que formei para mim, para celebrar o meu louvor” (Is 43:21).
3. Devemos louvar a continuamente
Louvor em todo o tempo: “Bendirei o Senhor em todo o tempo, o seu louvor estará sempre nos meus lábios” (Sl 34:1).
Louvor desde o amanhecer até o ocaso: “Do nascimento do sol até o ocaso, louvado seja o nome do Senhor” (Sl 113:3).
Louvor continuamente: “Os meus lábios estão cheios do teu louvor e da tua glória continuamente” (Sl 71:8).
4. O louvor e a adoração são as principais razões de virmos à igreja
“Vinde, ajoelhemos e prostemo-nos diante do Senhor que nos criou” (Sl 95:6-7).
Adoração implica sempre em reconhecimento da majestade de Deus. Sempre que a igreja adorou em Apocalipse ela estava prostrada.
5. Deus rejeita adoração da igreja se a vida dos adoradores não estiver certa com Deus
Isaías 1:11; Amós 5:21-24; Malaquias 1:10. Deus procura a verdade no íntimo. Deus vê o coração. O Publicano e o Fariseu foram ao templo. Quem saiu justificado não foi aquele que proclamou sua justiça, mas o que confessou o seu pecado.
Se contemplarmos vaidade em nosso coração, Deus não nos ouve (Sl 66:18). Coração quebrantado Deus não rejeita (Is 57:20). O que confessa e deixa alcança misericórdia (Pv 28:13).
Salmos 133 quando a igreja vive em união ali ordena o Senhor a sua bênção e a vida para sempre.
6. O louvor alivia o fardo
Jó disse que Deus inspira canções de louvor nas noites escuras.
O louvor reduz o efeito da pressão. Satanás quer que estejamos desolados e melancólicos, quando passamos por tempos difíceis. Ilustração: Spafford.
Como nos libertar dessas nuvens escuras? Louvando a Deus continuamente! Quando louvamos, sacudimos o jugo da angústia. Trocamos o espírito angustiado por vestes de louvor (Is 61:3).
Enquanto estamos desolados e deprimidos, não manifestamos a vitória de Deus. Catarina Van Bora disse para Lutero: “Deus morreu”.
O louvor nos põe fora do problema, dentro da solução e sob as bênçãos de Deus.
7. O contínuo louvor transforma o temor em fervor
É impossível louvar a Deus e permanecer desanimado: “Por que estás abatida, ó minha alma? Espera em Deus, pois eu ainda o louvarei” (Sl 42:5).
Quando louvamos a Deus, a nossa fé se torna mais forte: “Firme está o meu coração ó Deus, o meu coração está firme: cantarei e entoarei louvores” (Sl 57:7).
O louvor transforma a adversidade em bênção, nossa fraqueza em força divina: “O senhor é a minha força e o meu escudo; nele o meu coração confia; nele fui socorrido; por isso o meu coração exulta e com o meu cântico o louvarei” (Sl 28:7).
8. O louvor abre portas que doutra forma não seriam abertas
Reclamar, lamentar, murmurar, ficar magoado abre brecha para Satanás (Ef 4:26-27), mas o louvor amarra a Satanás (Sl 149:6-8). O louvor mostra ao inimigo que não caímos em seus truques, mostra que confiamos no Deus onipotente.
Deus habita no meio dos louvores e onde Deus está o diabo precisa fugir (Sl 9:1-3; 18:3).
9. O louvor não é consequência da vitória, é causa da vitória
2 Crônicas 20:21 e Atos 16 revelam que o louvor é a causa da vitória e não apenas sua consequência. Louvamos para vencer. Louvamos para derrotar o inimigo. O louvor nos põe acima das nuvens escuras. Ilustração: o dia que o meu pai morreu.
O louvor proclama a vitória antecipadamente: Miriã cantou o cântico certo no lugar e na hora errada.
10. Aspectos grandiosos do louvor
a) O louvor é da vontade de Deus
“Em tudo daí graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Ts 5:18).
b) O louvor é resultado da plenitude do Espírito Santo
“Mas enchei-vos do Espírito Santo, falando entre vós com salmos , entoando e louvando de coração ao Senhor, com hinos e cânticos espirituais…” (Ef 5:18-20).
Efésios 5:19-20: fala de comunhão; adoração e gratidão. Onde há contendas e ciúmes a adoração não pode subir como aroma suave.
c) O louvor é resultado da plenitude da Palavra em nós
“Habite ricamente em vós a Palavra de Cristo… louvando a Deus com salmos e hinos e cânticos espirituais” (Cl 3:16).
II. A INSTRUMENTALIDADE DA MÚSICA NA IGREJA
1. A música é um veículo
A músca é um veículo de comunicação anterior à palavra. O ritmo interfere em nossa estrutura muscular, altera nosso pulso cardíaco, nossa velocidade de marcha, ou nosso sistema respiratório. A melodia interfere poderosamente com as emoções humanas e pode levar pessoas da alegria às lágrimas ou da euforia à calma em poucos instantes. A harmonia interfere no esforço intelectual do ouvite para apreciar a música.
a) 1 Sm 18:7; 21:11; 29:5 – A música das mulheres de Israel provocaram uma revolução em Israel: A música chegou aos ouvidos de Saul e do povo e permaneceu influenciado o povo durante muito tempo. A música espalha a mensagem.
b) A música de Lutero – espalhou-se além de Wittembert para os leigos, componeses e pobres aldeões a mensagem da Reforma.
2. A música como comunicação do homem para Deus e de Deus para o homem
Se o homem fala a Deus através dos cânticos religiosos, também Deus pode falar ao homem por seu intermédio. Música é um bom veículo para o homem falar com Deus, mas também é eficiente meio para Deus falar ao homem.
3. A música como impressão
A música impressão tem como propósito um apelo emotivo sobre as pessoas. O objetivo não é comunicar uma mensagem, mas provocar um sentimento.
Agostinho: “Quando, às vezes, a música me sensibiliza mais do que as letras que se cantam, confesso com dor que pequei” (Confissões, p. 219,220).
Nas Institutas Calvino alertou para o perigo da música impressão. “Impõe-se diligentemente guardar que não estejam os ouvidos mais atentos à melodia que a mente ao sentido espiritual das palavras… cânticos que têm sido compostos apenas para o encanto e deleite dos ouvidos nem são compatíveis com a majestade da Igreja, nem pode a Deus não desagradarem sobremaneira” (Institutas III, p. 20,32).
4. A música como expressão
Olha para música não como fim em si mesmo, mas como instrumento, canal para comunicação de uma mensagem. Os textos são bem elaborados e escolhidos para que sua mensagem seja entendida e fixada.
O que despertou certa antipatia nos Reformadores e pais da igreja quanto ao uso de instrumentos na igreja é que a música não estava sendo instrumento para a mensagem, mas substituto dela. Era a música pela música. A música tinha uma função apenas de impressão.
A música deve ser serva do texto e não espetáculo em si mesma. Lutero dizia que a música deve ser sermão em sons.
Na igreja não espaço para execução da música como espetáculo; na igreja ela é serva da mensagem, veículo da mensagem.
III. PRINCÍPIOS SOBRE ADORAÇÃO
1. Somente os salvos podem verdadeiramente adorar a Deus
Adoração é a expressão do nosso amor por Deus, por quem ele é, pelo que ele disse, pelo que ele está fazendo.
Não podemos confundir cantar com adorar. É possível cantar sem adorar e é possível adorar sem cantar.
2. Não precisamos de um prédio para adorarmos a Deus
Deus não habita em templos feitos por mãos de homens (At 17:24). Jesus disse: “Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou no meio deles” (Mt 18:20).
3. A adoração tem muito muito mais a ver com a essência do que com estilo
Ao redor do mundo, pessoas diferentes adoram a Deus com estilos diferentes. Entretanto, toda adoração precisa ser em espírito e em verdade. Ou seja, precisa ser verdadeira e sincera.
Adoração não é tanto uma questão de estilo de música ou quantidade de instrumentos que usamos, mas uma atitude de coração disposta a glorificar a Deus. Não é show. O show visa a glória do homem, a adoração visa a glória de Deus (Ap 14:7).
4. A adoração é um poderoso testemunho para os não crentes
Uma coisa é a doutrina da onipresença de Deus, outra é a presença manifesta de Deus. O que produz impacto nas pessoas é a presença de Deus perceptível no culto da igreja. Essa presença manifesta derrete os corações e destrói barreiras mentais.
Existe conexão estreita entre adoração e evangelismo. A meta do evangelismo é produzir adoradores para Deus. Evangelismo é a missão de recrutar adoradores para Deus.
5. A adoração precisa produzir em nós um profundo senso de admiração
Isaías quando contemplou o Senhor do seu santo templo ficou extasiado com a glória e a majestade do Senhor. Precisamos resgatar segundo Tozer essa percepção da mejestade de Deus em nossos cultos.
Isaías ficou extasiado com a santidade de Deus, com a pecaminosidade da sua vida, com a grandeza da graça e com a urgência da obra.
IV. A DINÂMICA DA MÚSICA NA IGREJA
1. Acelere o passo e o dinamismo do culto
No culto não pode ter improvisação.
O som precisa estar testado. Tudo precisa estar no lugar antes das pessoas chegarem.
Não deixe “hora morta” no culto: o solista que vai cantar, já precisa estar no primeiro banco. Entre um passo e outro não pode existir intervalo.
O dirigente de cânticos não deve parar em cada cântico para fazer um comentário, isso quebra a dinâmica. Não pode existir uma liturgia dentro da liturgia.
Uma pesquisa feita nos Estados Unidos revelou que a maioria das pessoas que saem da igreja é porque acham o culto boring.
2. Fuja da previsibilidade
O culto é um evento único, singular, irrepetível. É um tríplice encontro: com Deus, com os irmãos e consigo.
O culto precisa ser estudado, elaborado. Precisa existir uma expectativa da intervenção de Deus em cada culto. Deve existir um entusiasmo persuasivo no começo de cada culto que diz: “Algo bom está para acontecer”.
3. Escolha as músicas certas para cada momento
As músicas precisam ser oportunas, pertinentes para cada momento do culto.
É preciso conhecer a letra antes de ensinar um cântico. Hoje temos uma explosão de música de consumo cujas letras são sofríveis.
4. Enriqueça o repertório buscando coisas novas e antigas
Temos um reservatório imenso. Algumas igrejas só cantam as músicas clássicas. Outras só cantam as músicas contemporâneas. Nem tudo o que é antigo é bom e nem tudo que é novo é bom. Precisamos escolher o melhor do antigo e do contemporâneo.
5. A música pré-gravada antes e depois do exercício devocional é rico recurso espiritual
Hoje vivemos com música no carro, em carro, no banco, nas lojas. A igreja deve utilizar melhor o tempo que tem para veicular a melhor música. A música prepara, aquece, desperta, consola.
6. A celebração do culto precisa ser festiva
O culto não é um funeral. O Salmo 100 nos ensina a servir o Senhor com alegria e apresentarmo-nos diante dele com cânticos.
Minha experiência na Igreja Presbiteriana de Onuri, em Seul em 1997.

FONTE: hernandesdiaslopes.com.br

Um Fantasma Chamado Passado

Enquanto escrevo este texto, estou alisando as minhas asas de anjo e polindo minha auréola que reluz cada vez mais. Nossa como sou santo! Se o Papa me encontrar na rua vai mandar me canonizar imediatamente. Sou tão imaculado e vivo numa pureza tão grande que deveria parar de escrever e começar a dizer: “Glórias a mim, louvado seja o meu nome!”
Tá rindo? Bom, a não ser que você seja um anjo encarnado quero te dizer que você é um pecador, e sabe o que pecador faz? ELE PECA!
A maioria de nós tem um passado, que digamos, preferíamos esconder debaixo do tapete. Tem alguns que até conseguiram levar uma vida tranqüila, sem muitos problemas, glórias a Deus, pois tiveram a oportunidade de crescer em Cristo sem tantos traumas, mas outros, só Jeová, para limpar os pecados precisou de uma retro-escavadeira, ou melhor, um sangue derramado.
A primeira coisa que eu gostaria de falar, é que muitas vezes nós ficamos mensurando um passado de pecado com outro. Algo do tipo: “nossa, pra mim teve jeito porque eu só me envolvi com cinco moças e dei um trago, já você…”
Não entendo isso! Vamos definir uma coisa que já está mais que definida?
Passado é passado, já passou! Pecado é pecado, sem pecadinho e pecadão!
E a Palavra nos diz que “TODOS pecaram e carecem da glória de Deus” (Rm 3.23)
Outra coisa que precisamos nos ater com relação a nossa vida regressa é ao fato de muitos usarem isso para se promover. Você chega para conversar com essa “nova criatura” e, a todo o momento, ela só fala de como era a vida dela há tempos atrás… ei, ei, ei… quer mais uma dica? “Eis que tudo novo se fez, as coisas velhas se passaram e tudo se fez novo!”(2Co 5.17) Não pega bem ficar frisando os tempos de mundão, dá impressão que se está com saudades.
E por fim, sem excluir neste os grupos acima, existem aqueles que realmente sofrem quando se lembram de quanto tempo perderam longe do Salvador. De quantos anos jogaram fora e quão alto preço lhes custou. O fantasma os atormenta quando alguém duvida da sua mudança de vida; o fantasma o atormenta quando se vê diante da inquietação da luta do espírito contra a carne; o fantasma o atormenta quando o desejo bate a porta.
Lembra que você não é anjo? Então, você será tentado. Muitos serão enviados para tentar te barrar nesta caminhada de fé. Alguns enviados por satanás, outros se enviando a si mesmos para consigo (redundância proposital para mostrar que tem gente que adora ser pedra de tropeço na vida do outro).
E eu quero dizer uma coisa. Tem gente que acredita em você. Acredita que você vai dar certo. Jesus é o principal deles. Quando Ele olha o seu passado, Ele não vê o seu erro, Ele vê o sangue derramado e, quando olha o seu futuro Ele vê a obra pronta!
Eu sei que é difícil lidar com as lembranças e cicatrizes passadas, principalmente quando o passado se torna mais presente do que gostaríamos, mas não desista. Dê um passo de cada vez, até que um dia, em nome de Jesus, o seu passado vai estar tão longe que mal se dê para ver!
Na paz dAquele que fez o ontem, o hoje e já planejou o nosso amanhã,
Att,
Pr. Felipe Heiderich
www.felipeheiderich.com

FONTE: estudos.gospelmais.com.br

Por Pr. Felipe Heiderich

Felipe Heiderich é graduado em Teologia pela Faculdade Teológica Seminário Unido, escritor, conferencista e pregador. Twitteiro de plantão: @felipeheiderich. Um mineiro morando no Rio de Janeiro, tendo artigos e estudos publicados neste site: http://www.felipeheiderich.com. Contato para ministrações: contato@felipeheiderich.com.

Americanos citam versículos bíblicos dando crédito ao Capitão América

A American Bible Society realizou uma pesquisa que revelou que 63% dos americanos dizem incorretamente que um versículo de 2 Coríntios foi dito por Martin Luther King Junior, pelo ex-presidente George W. Bush e até mesmo pelo super-herói americano, Capitão América.
O texto em questão é o de 2 Coríntios 4:8 que diz: “De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados; ficamos perplexos, mas não desesperados”.
A pesquisa ouviu 2572 adultos e foi realizada pela Harris Interactive no início de agosto e tinha como foco principal falar sobre os 10 anos dos ataques terroristas de 11 de setembro.
Sobre isso, 36% disseram que se sentiam mais seguros antes da queda das Torres Gêmeas de Nova York. E apenas 9% dizem que se sentem mais seguros agora.
Para lidar com o trauma, 4% disseram que conseguiram superar com serviço de aconselhamento profissional e 16% disse que contam com a Bíblia para conseguir lidar com situações traumáticas.
Mas a grande maioria, 82% dizem que confiam em outra coisa além da Bílbia para poder superar esse trauma, e 6% dizem que não confiam em nada.
“Apesar de ter passado 10 anos desde os ataques contra os EUA, muitos de nós ainda lembramos das imagens e das emoções daquele dia”, disse Geof Morin, diretor de comunicação da ABS, por meio de um comunicado.

Conforto através da Bíblia

Para ajudar a população com conforto para momentos de medo, a ABS e o Exército da Salvação estão criando a  Bíblia Freedom, uma versão contemporânea inglês das escrituras que destaca mais de 3.500 versículos que abordam temas como liberdade, medo, raiva, sofrimento, perda e outras questões que os americanos foram forçados a lidar depois do 11 de setembro.
“A bíblia – e não políticos, heróis de quadrinhos ou ativistas de direitos civis – foi o primeiro a falar sobre como lidar com o trauma e ganhara liberdade”, disse o Comandante do Exército da Salvação, o comissário William Roberts.